quinta-feira, dezembro 15, 2011

Enfeitados de Natal





Sem deixar de embezerrar, e até mesmo embirrar, com todo o luxo que se ostenta, a vã palavra caridosa e desejosa de.

Que seja possível escolher, que os animais não têm escolha sendo o homem o predador.

Com a alegria sensata de saber que, neste caso de país nosso, só somos enganados quando nos deixamos enganar.

10 comentários:

hfm disse...

Infelizmente mesmo quando não nos deixamos enganar somos pouco activos.

Um beijo.

R. disse...

E apesar das contradições, que imperem a sensatez e acção construtiva.

lino disse...

Há tenta gente que gosta de ser enganada!
Beijinho

jrd disse...

De Natal em Natal, de logro em logro, os anos passam.

Abraços

Teresa Durães disse...

somos enganados a toda a hora não somos?


(ah! este livro não tens o rascunho)

mfc disse...

Gosto destes teus olhares doces...

M. disse...

Achei graça ao título "Enfeitados de Natal". Diz muito.

M. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
tulipa disse...

Expresso
os votos de um Feliz Natal
e um Ano de 2012
repleto de saude e alegria...

Agradeço e retribuo
os votos de BOAS FESTAS.

Beijinho.

sandrafofinha disse...

Sou contra a crueldade nos animais. Quem faz mal aos pobres dos animais também devia sofrer o dobro de suas doenças. É injusto este país em que todos vivemos. Beijinhos fofinhos,fica bem amiga!!