quarta-feira, junho 13, 2012

Pais

Estes foram os meus pais: eu estou lá. Hoje, estou eu aqui e eles sorriem ao longe de mim, um para o outro, uma e outra vez, tal como viveram.
Eu... penso, logo
existo.


(numa pressa da net que vou estando fora, ainda)

9 comentários:

mfc disse...

A nostalgia leva-nos a uma aproximação àquilo que sabemos inalcançável!
Beijinhos, minha Amiga.

Mar Arável disse...

Boa memória

jrd disse...

Que bonito(a)...
Estás lá, claro que estás, vê-se bem.

Abraço

heretico disse...

pelos frutos se conhece a árvore...

Rosa dos Ventos disse...

uma memória que nunca nos deixa!

Abraçp

Justine disse...

O consolo das memórias...
Abraço amigo

greentea disse...

que bom poder ter essas memórias...

Luisa disse...

Tão bonitos os teus Pais.

M. disse...

... E não os tendo conhecido, apenas pela fotografia, acho que a parecença contigo é enorme.