domingo, fevereiro 17, 2013

Camélias deste ano

 


Só que acenem, estas,

de branco como a intenção, de vermelho como a ira.
Não me revejo no que vejo, não me sinto nas pessoas que falam por mim. Nem para mim.
Um longo Inverno descontente.

(ando a soltá-las, acarinhadas, personalizadas cada uma-uma, nas torrentes "das minhas coisas" do outro lado: sempre diferentes: eu sempre igual)

5 comentários:

Maria disse...

Guarda uma camélia para mim.
Vermelha, de raiva!

Bjinho.

lino disse...

Lindas, estas e as do "outro lado" onde fui espreitar!
Beijinho

heretico disse...

gosto mais da vermelha - faz-nos sentir vivos. de raiva...

Mar Arável disse...


Encarnadas

Justine disse...

Irei ainda a tempo de as ver, ao vivo? Embora as veja vivas nas tuas fotos...