terça-feira, agosto 06, 2013

Imenso


Que fazer com isto tudo, à volta e em volta?

Muito penso, muito olho, tanto sinto, pouco digo e faço. 
Cresce-me a revolta como nunca (a onda da Nazaré, dizem? Será mais um maremoto surdo).

Mas que beleza, tão refúgio, a da paisagem que se sonha!

3 comentários:

heretico disse...

pelo sonho vamos...

Justine disse...

A beleza vai amparando a nossas raiva, a nossa luta!

Mar Arável disse...


Só a olhar
não se vê bem