quinta-feira, julho 22, 2010

Vigiar a natureza




Fica o verão suspenso e os seus passos rápidos.
Deixar os 700 guerreiros a olhar pelos meus fados.

E vigiar eu mesma as árvores, as pedras e os campos mais longe
o nascer das ervas e o desaparecer do orvalho

que o olhar se encontra (en)cerrado e enterrado na cidade
onde os ruídos agridem o fio plano de pensar
e até os olhos estremecem
fechados.

8 comentários:

Maria disse...

As tuas palavras são belas.
Desses jardins, estou ainda para decidir se gosto...

Bjinhos.

Anónimo disse...

Sabes que é mais uma metáfora das minhas. Na verdade, acho que saberás o que me atrai nas saídas soltas...
E não vou para ali, passei lá há tempos, gostei e parece que as palavras chamam as fotos ou versa-vice!
Bjinho da bettips

Paulo disse...

Também não sou grande fã do gosto do senhor comendador.

Justine disse...

Guerreiros temos de ser todos nós, nestes dias duros e sujos que vivemos, tanto na cidade como no campo...
Beijo

jrd disse...

Permite-me: Os patos...
Abraço

heretico disse...

ena, tantos guerreiros... rss

beijos

Mr. Lynch disse...

Bettips;
Um recanto para a meditação.
Lindas fotografias (como sempre)!
:)

Rosa dos Ventos disse...

Espero poder também olhar esses guerreiros brevemente!
É só tempo de o calor amainar...

Abraço