domingo, março 13, 2011

As fadas





...deste Inverno.

Tantas que terei de as soltar algures,
como um cantar
num movimento-momento colorido que me fique para o ano inteiro.

7 comentários:

mfc disse...

São deste tempo e são lindíssimas!

Justine disse...

As nossas fadas ontem foram outras, mas tão belas como as tuas: as palavras inspiradas da Licínia!

heretico disse...

bela forma de soltar afectos...

beijo

élis-lizzie disse...

Ainda este fim de semana passei pelo Porto a caminho de afectos e movimentos antigos agora em visita a Guimarães.

Porque há coisas que deixam rasto e pobre de quem não guarda o que aconchega, mesmo fora de tempo.
A memória pode ser uma estufa onde se guarda e cresce o que acaricia os dias.

A propósito ou não, o prometido é devido...também com fadas á mistura.

Bjs

viajante disse...

Quase tão lindas como as minhas...
As de casa, não as da Pena.

Mar Arável disse...

Que se soltem as pétalas

jrd disse...

Porque não um tapete para receberes quem aqui "aflora"?
Abraço