domingo, abril 06, 2014

A Primavera

... vai e volta
sempre,
a mocidade vai
e não volta mais.

 "A Primavera põe luto mesmo no topo do mundo e o céu escurece
      com uma névoa preta de tristeza"

 "A História de Murasaki" de Liza Dalby, Edição Gótica, Março 2001.

5 comentários:

heretico disse...

"era um tempo, sem tempo..." - a Primavera!...

jrd disse...

Como diz o herético, era o tempo de não termos tempo.

Abraço

Lizzie disse...

Sei lá, Bettips, se não fossemos finitos talvez estagnasse-mos ainda mais no que sempre fomos.
A nível pessoal e colectivo.

O que dói no envelhecimento é ver a lentidão com que as folhas voltam a nascer. As sementes tornam-se quase indiferentes.

A escuridão talvez esteja em vivermos cada vez mais tempo e sermos velhos cada vez mais cedo.

Bjs

Justine disse...

Bom, convenceste-me! (tu e a M.): Vou comprar o livro:-))))

M. disse...

A beleza das palavras e das imagens.