quinta-feira, novembro 12, 2015

Vácuo

O silêncio da casa pesa como um isco (enganador).
Nem público, nem aplauso, nem actuação, poucos e breves intervalos.
De repente, toda a tua vida é um teatro de mudos e surdos.


7 comentários:

M. disse...

Pois...
(Adoro esta palavra. Contém muita coisa que se quer adivinhada)

Justine disse...

Fico a adivinhar o vácuo, sem o "pois-bengala":)))))))))

heretico disse...

eloquente(s) silêncio(s)...
espectantes dias...

abraço

Teresa Durães disse...

o silêncio tem muitas histórias

Mar Arável disse...

Pois.

Bj

M. disse...

Pois, o vácuo...

Teresa Durães disse...

(queria pedir-te um favor, manda-me um email, não sei onde pus o teu)