sábado, dezembro 02, 2006

São rosas, meu Senhor ...


De fuga à regra: fotografias para mim, são como as cerejas!

Achei graça a ter pensado o mesmo que L. e não resisti ao gozo de pousar aqui as flores que também escolheria...
Então, leva-as L.

24 comentários:

L. disse...

São mesmo maravilhosas. E a máquina fotográfica ainda lhes realça mais a beleza.
Pena o aroma se perder.

Prenda por aqui:

http://saintpaulia.multiply.com/journal/item/57

Betty Branco Martins disse...

Parabéns, belíssima foto.

São rosas senhor - são rosas de "outono".....

Beijinhos com carinho

MAM disse...

As rosas vêm a propósito do que andei apensar por estes tempos...
armandina

Teresa Durães disse...

ai... sai mais um espirro!!!

attttcccchiiimmmm!!!!

beijo!

Isabel disse...

Eu escolheria girassois.
Mas a foto é linda.
E a lenda uma das mais bonitas das lendas de Portugal.

São rosas senhor, são rosas.

Até já

Isabel

greentea disse...

e que Isabel não gosta dessa lenda das rosas ??

beijos para ti pela foto e pela lembrança

Anónimo disse...

olá!

só para avisar que além das fotos, os blogs também são como as cerejas!

vou linkar!
beijinho!
belas rosas... lindas!!!!
dia muito feliz!

despertando disse...

... E que belas rosas...

Teresa David disse...

Que viçosas as rosas, e bonito o enquadramento. As flores são sempre uma boa escolha fotografica pela sua constante beleza.
Bjs
TD

segurademim disse...

... são lindas as tuas fotos e as rosas, claro

beijo :)

pitanga disse...

"La vie est rose"!
Olha, ia ficar mais tempo por aqui mas com essa gripe da Teresa, já estou indo para a árvore..hehehe

beijinhos e passa lá para veres "o caminho de volta"

o feiticeiro da brisa disse...

Tem magia, tem feitiço o teu espaço, voltarei

Suave beijo

Tozé Franco disse...

"São rosas senhor" Esta frase é atrbuída à Rainha SAnta Isabel, mas a história não é bem assim....
Já falei sobre isso num post de mês passado. Fica a pista.
Quanto à fotografia é excelente.
Um abraço.

Chanesco disse...

Rosas serão sempre rosas, mesmo as vermelhas, independentemente do local onde se fizeram flores.

Um abraço raiano

Anónimo disse...

:)

São rosas sim. e encarnadas!

Quanto a fotografia para lá da poesia é um dos meus prazeres de sempre.

--- perguntou por mim no "de caminho"? se era você, por enquanto estou aqui.
:)

Obrigada.

blugaridades disse...

São rosas, Senhor! São rosas! Sempre foram e sempre serão lindas.
Beijinhos

ESCRIBA disse...

Caríssima Bettips!
Muito grato pelas suas palavras e por haver visitado o blog deste seu humilde escriba.
Sou realmente de Lisboa mas 35 anos de expatriação no Canadá deram-me o privilégio de conviver com os nossos conterrâneos dos Açores. Daí a razão por esta afinidade com o arquipélago. Daí esta "aventura" de olhares temáticos sobre a água se ter realizado entre Ponta Delgada e Angra. Por favor, para conhecer todas as 60 fotos, queira visitar os blogs Vida e Lâmina D'Água. Os links estão no ESCRIBA.
A próxima aventura terá lugar em Dezembro quando irei fotografar o centro histórico de Guimarães...
Vasco Oswaldo Santos

Patrícia Pêra disse...

eu queria uma rosa assim, mas não queria arrancar nenhuma, por isso vou só desejar um jardim com muitas rosas assim.

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Olá!!!

Te encontrei no ESCRIBA e vim te ver. Não sei de onde és ao certo, se das ilhas ou do continente, mas isso por eu ter visto muitas fotos de São Miguel, ilha onde estou a cerca de 1 mês, em casa de amigos. Eu e o Vasco (ESCRIBA), estivemos juntos em casa de Maria de Deus (VIDA), para a abertura da exposição na galeria do Teatro Micaelense e depois fomos todos para a abertura da exposição de Angra do Heroísmo. O Vasco precisou voltar e eu cá fiquei, encantada com tamanha beleza, mas também já estou de partida. Quem ficará para desfrutar os encantos dessas ilhas, é quem de fato a ela pertence, como a Maria...

Adoro Portugal, em toda a sua geografia.

Boas festas pra ti e muitas coisas boas para teu próximo ano!!!

Um abraço,
Cris

Vida disse...

Rosas, a flor da paixão...do amor, também gosto muito delas, de preferência no jardim, não gosto de colher flores.
Obrigada pela visita e palavras, volta sempre que queiras matar saudades destas ilhas de encanto.

Beijinhos.

Joaquim Baptista disse...

Rosas fora de sítio. Nesse lugar existe um caminho que foi tapado, dificultando o acesso ao castelo. Bonitas sim, mas noutro qualquer lugar.

Anónimo disse...

Tambem adoro rosas, essas ate parecem umas que tenho no quintal, so que ai estam muito mais bem enquadradas, com esse granito que adoro.

Um abraco serrano.

maladerco disse...

ola desao-te feliz natal

Naeno disse...

NATAL

Por um tempo eu vi toda a alegria, que podia o mundo.
Era um Deus Menino, a falar baixinho de um amor profundo.
E nesse momento, de contentamento do meu coração,
Me senti tão perto de meu Deus presente, e elevei as mãos.

Eis aí o meu Servo, a quem eu amparo por todo caminho.
Sobre Ele eu faço repousar o meu braço, todo o meu carinho.

E naquele tempo era tão comum tantos reis na terra,
Ea obediência de um homem pra o outro, até matar na guerra.
Foi assim que Deus, ao julgar violada toda a sua lei,
Não mandou profetas, todos ofendidos, Ele mesmo veio.

E chegou tão simples, numa manjedoura, num leito de feno,
E era o mais bonito, todos O olhavam como a um Deus supremos.

E quando eu me lembro que aquele menino foi tão direfente,
Me angustia a alma em saber que os homens foram tão ausentes,
Quizera que o mundo, só por um segundo, O visse de novo,
E deixasse Ele, como sempre quis, conduzir seu povo.

Eis aí o meu Servo, a quem eu amparo por todo caminho.
Sobre Ele eu faço repousar o meu braço, todo o meu carinho

Esta letra é uma música minha.

Feliz Natal.

Naeno