sábado, dezembro 02, 2006

Maravilha




A M. e os seus amigos desafiam as cabecinhas ( http://outrostemas.blogspot.com), as imaginações, as brincadeiras, as sensibiliddes, as trocas, as inteligências, as saudades. Muito se tem aprendido por ali, do "eu" e do outro, dos olhos eles próprios, dos gostos particulares.
Um percurso que tem dado gosto, pelo que vejo, a todos nós. Já disse, ou comentei algures, que me sentia um pouco angustiada por estas centenas de fotos e ideias, e até comentários, ficarem em "virtual". Se ninguém tiver outra ideia.
Não falo de obras de arte - embora muitas o sejam, acho - mas de formas de ver e interpretar o mundo que nos rodeia, duma forma directa. Pessoal e poética, sempre.

Na semana passada, a palavra foi Maravilha e confesso que fiquei atrapalhada comigo mesma! Fui eu que a escolhi, sem qualquer ideia de tantas (e tão poucas) maravilhas. Contudo e muito naturalmente, as propostas foram diversas e entusiasmantes.

Estou em fase de regressão "natalista", por esta época que se tornou demasiado publicitada e consumista. Farei e gastarei o mínimo.
Pelo que desejo desde agora:
BOM NATAL - UM ANO NOVO FELIZ. Também agradeço. E acabou-se o tempo de antena.

Mas e por causa da Maravilha e suas declinações,
concluí
que "Maravilha" é sempre que uma pessoa quiser!

Para esta minha, gostaria de muito espaço, muita luz, muita doçura. Tanto como a estátua:
"O Beijo", Museu Rodin, Paris (a partir de fotos antigas)
O mármore é morno. A sensação de estar ali é maravilhosa. Tudo é.

9 comentários:

Era uma vez um Girassol disse...

Imagino, como gostaria de ali estar e ver essa Maravilha! Por ser O Beijo, por ser Rodin.
Uma verdadeira maravilha...
Um dia irei lá.
Beijinho

Bela disse...

Que bela maravilha a sua...também gostava um dia de a sentir tao perto...
Bjinhos da menina dos retalhos

Teresa Durães disse...

Natal/solstício de Inverno (depende do ponto de vista de cada um)

Natal para os cristãos
Solstício de Inverno para os pagãos. Época em que a luz tem de vencer as trevas. Assim se festeja se conseguirmos chegar a esse dia, completa-se mais um ciclo. Ataegia e Endovellico equilibram-se. Nem só noite nem só dia. O Deus sol começa de novo a ter força.

beijos

PALAVRAPUXAPALAVRA disse...

Gosto muito dos teus textos, são muito límpidos.
M

Licínia Quitério disse...

Essa estátua... Não sei quantas voltas dei em seu redor. É isso. É morna. E leve, leve. Que bom que a tenhas trazido.

Beijos.

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Olá!!!

Te encontrei no ESCRIBA e vim te ver. Não sei de onde és ao certo, se das ilhas ou do continente, mas isso por eu ter visto muitas fotos de São Miguel, ilha onde estou a cerca de 1 mês, em casa de amigos. Eu e o Vasco (ESCRIBA), estivemos juntos em casa de Maria de Deus (VIDA), para a abertura da exposição na galeria do Teatro Micaelense e depois fomos todos para a abertura da exposição de Angra do Heroísmo. O Vasco precisou voltar e eu cá fiquei, encantada com tamanha beleza, mas também já estou de partida. Quem ficará para desfrutar os encantos dessas ilhas, é quem de fato a ela pertence, como a Maria...

Adoro Portugal, em toda a sua geografia.

Boas festas pra ti e muitas coisas boas para teu próximo ano!!!

Um abraço,
Cris

Isabel Magalhães disse...

Fica por saber - ao certo - quem fez a escultura já que das que ele assinou muitas foram feitas pela sua amada.




Vim agradecer a visita e retribuir o abraço. :)

BOAS FESTAS!

Isabel Magalhães disse...

Ontem, e provavelmente devido ao adiantado da hora, não escrevi o nome da amada - Camille Claudel. Irmã de Paul Claudel.





um abraço.
I.

julie70 disse...

merci de visite, j'aime Rodin et j'aime le Baiser de Rodin depuis longtemps, il represant pour moi, l'amour réciproque et la tendresse.

je n'ai pas compris beaucoup en votre message sous le main de celui qui dirigait les lumières et les sons