segunda-feira, março 19, 2007

Um regresso a Odrinhas












Sintra que sempre murmura uma harpa de encantamento. Serra sagrada com o seu horizonte e os seus milénios de história, onde antepassados vindos da Europa e do Mediterrâneo convergiam em diversos saberes e religiões.

O Museu Arqueológico de S. Miguel de Odrinhas e a adjacente Escola Profissional de Recuperação do Património de Sintra. As minhas palavras vivas em 6 de Julho do ano passado,
sobre este lugar especial. Em pleno meio rural.
Centenas de monumentos funerários, vestígios de cidade romana, desenhos que nos habituamos a ver nos livros e ali - no "Livro de Pedra" - podemos tocar. Aprender a ler ..."filho de, família de ..."; uma dedicatória a uma escrava, numa das lápides, fez-me sorrir de puro deleite.
Os sarcófagos etruscos, trazidos por Sir Francis Cook para ornamento da sua Quinta da Regaleira, ali estão, dignos. Estátuas soerguidas em leito de pedra, olham-nos do fundo do tempo na sua cripta de penumbra.
Fora do Museu, o espaço tem uma aura divinal no ar, nas cores do musgo e pequenas flores do monte, os nossos passos cautelosos por cima de passos antigos. Um pátio com reminiscências árabes, o lago, uma amoreira plantada na "Ágora", convocam-nos para uma reunião de culturas.

A lápide na parede refere que, em 1955, a vontade do povo desse lugar foi conservar o seu núcleo museológico, ali mesmo, onde se deu o encontro com o Passado, mais tarde transformado em Museu.
Nesses anos pardacentos, uma atitude cívica era resistência, era revolucionária.
No Palavra Puxa Palavra, a minha ideia de civismo vai para estas gentes.
E tenho o prazer de rever as horas dessa visita, com as minhas fotografias, com a minha compreensão da História. Com gosto também de ter visto que crianças fazem desenhos, que grupos se organizam para fruição daquele espaço, o auditório se abre à Palavra.

Conheço museus, não muitos, alguns. Este tem uma ligação ao lugar que transcende a estrada que nos conduz até lá: de repente, um oásis de saber. É nosso.




22 comentários:

meg disse...

Espera... vou ler outra vez e olhar bem para as tuas fotografias... eu venho já,fui apanhada desprevenida, este é um post é um regalo para a alma. com licença...

JPD disse...

Boa sugestão, a tua.
Passo tantas vezes pelas odrinhas e nunca dei conta do museu... Não será só pelo poder esmagador de Mafra... Aqui para nós que ninguém nos há-de ler, mais por distração.

Bjs

pin gente disse...

a minha costela alentejana, levou-me lá?
e é odrinhas...
que lindo céu azul! que lindas fotos! boas "demais", para um péssimo dia como o de hoje no porto.

Maria P. disse...

Excelente! Conheço muito bem, neste Museu em Maio por ocasião do Dia Internacional dos Museus (18) é hábito comemorarem a Noite dos Museus com um roteiro muito interessante. Vale a pena visitar.

Beijoca*

M@Teresa disse...

Lindo! Tenho que visitar Odrinhas...
Adoro Sintra!
Obrigada por esta sugestão!

meg disse...

Para ti, todo o tempo do mundo e "todos os meios".
Bjs

despertando disse...

Ando a fazer planos para uma visita a Sintra, obrigada pela sugestão.
Gostei muito.
Bjs

Isabel disse...

Olá amiga,

O meu E-mail que está ai está correcto deve ter sido algo temporário, é o do emprego porque é o que tenho ligado o dia inteiro, helena.ponce@mundinter.pt, tenta enviar de novo por favor.
É bom saber de ti já que eu não tenho tido tempo para visitar ninguem nem os "meus mais que tudo" como é o teu caso.
Tenho tanta saudade de te ler e de escrever ... estou a dar em doida sem palavras... vai saber bem receber um mail teu.

Beijos.

Isabel

bettips disse...

Isabel...o estado da alma nem sempre é o da rede...5 vezes devolvido...será que tens a box cheia? arranja outro, mais logo aqui virei... ab

sa.ra disse...

não conheço!
:(

boa sugestão!

beijinhos
dia muito feliz!

sa.ra disse...

:) ehehehhee!
Tem com certeza! Irei com certeza!
:)

ai, esta minha vida!!!!

beijinhos

Isabel disse...

Oh, minha amiguinha alguma coisa estas a fazer mal porque é nesse mail que recebo os comentários, vou escrever-lo de novo dar-te tambem uma alternativa.
helena.ponce@mundinter.pt
helenaponce67@hotmail.com

Vê lá bem que nenhuma das caixas está cheia ok.
Beijos grandes

Isabel

Noite disse...

Regressar é uma busca constante pelas origens. O ponto de partida da alma, na sua caminhada pelo cosmos, do principio, até ao fim.

Aragana disse...

Que lindo... Odrinhas... esse nome nao me é estranho!

Jardineira aprendiz disse...

Encantada! Obrigada por este passeio!
Bjinhos!

Teresa Durães disse...

ainda tenho de lá ir..

bejes

chanesco disse...

Cara bettips

Não conheço o Museu de Odrinhas. Apenas sei que o seu passado histórico é muito rico e é reconfortante saber que o achado arqueológico foi preservado e se manteve no local, que aparece aqui tão bem documentado.

Um abraço Raiano

Maria Manuel disse...

E o povo deste lugar sabe que lhe dedicaste, e ao seu museu, um texto assim bonito?
:-)

bom dia isabel disse...

Mais um post fantástico recheado de fotografias. Bonito de se ver! Bonito de se ler!
Do passado se faz presente.
Beijinhos

Isabel Magalhães disse...

O Museu de Odrinhas é um lugar de eleição numa região que conheço bem.

Gostei de ver/ler a tua homenagem a esse espaço.

Um * I.

post scriptum - adorei o teu KLINT. gostei de saber que me entendes. tb pintei a 'Broadway' da VIEIRA! :)))

José Ames disse...

Fiquei com vontade de ver o Museu de Odrinhas. Quando lá passo está muitas vezes fechado...

Tiago disse...

Eu moro em odrinhas desde que nasci...e já lá vão 2 decadas...posso dizer que onde agora é o museu foi em tempos um local despresado,em frente da capela de odrinhas os miudos jogavam futebol com as caveiras dos restos mortais que ali residiam,felismente resolveram criar um local onde se preserva intacta as recordações e um pouco da histório dos nossos antepassados...é comum encontrar em odrinhas pessoas com achados arqueologicos transformados em instrumentos rurais que servem por vezes como canteiros ou salgas para o comer como se fazia á uns anos atrás...
Não posso deixar de mostrar o meu contentamento por existir finalmente o devido reocnhecimento da qualidade histórica desta aldeia mítica que tanto amo...
Para além do museu também existe os menires da Barreira,aldeia situada a escaços metros de São Miguel de Odrinhas onde se encontra o Museu Arqueológico,este menires estão repletos de histórias que para muita gente passa despercebida.
Exite também em Odrinhas a lenda de Astérix,a lenda da moeda que pagava a passagem para o céu,uma moeda que era colocada na boca dos mortos para pagar a passagem para o céu...
Certamente muita gente desconhece isto e muito mais desta terra...eu como sou de cá sei isto e muito mais e tenho pena que não se saiba tudo como realmente é.

Qualquer dúvida ou se precisarem de algo adicionem danzoo2007@hotmail.com no msn...

Continuaçao de bons posts.