sábado, janeiro 12, 2008

Dobradas as décadas


Olhos líquidos azulados e fechados com força.

Ronronava como um gatito molhado e friorento.

O tempo nunca mais foi o mesmo nem parecido.
Ocupado.

Ele cresceu.
Equilíbrio da natureza.

Eu não.

23 comentários:

ângela marques disse...

Tu não?... Não acredito.


Beijo maduro

Justine disse...

Belo texto. Saudade?? E veio-me à memória o "Poema à mãe", um dos mais pungentes do Eugénio de Andrade...

Maria disse...

O ciclo da vida.....

rui disse...

Olá Bettips

Nada será igual ao que já foi!
É o devir das nossas vidas.

Deixo-te um abraço
Beijinho

un dress disse...

é só uma orientação de crescimento...

cada vez mais crescer noutros sentidos.

nos mais verdadeiramente impopulares.

nos mais inabituais.




.beiJO

jlf disse...

É assim mesmo: o tempo não volta a ser o mesmo...
Poderá parecer mais por ocupado por ele...
Diferentes ocupações.
Ele cresceu?
Normal. Ainda bem.
Tu não? Essa... Claro que também. Cada qual à sua maneira...
De novo e sempre o equilíbrio. Eviente.
E VIVA A VIDA!

Mr. Lynch disse...

Bettips;
Ao contrário do pequeno Oskar (do filme "O Tambor"), aceito crescer... Porém, recuso determinantemente abandonar a loucura infantil.
*

mena m. disse...

Bettips,

eles crescem e nós damos por isso, centímetro por centímetro na altura, pelas atitudes emocionalmente, nos estudos intelectualmente.

Nós crescemos, primeiro em tamanho, depois em dor, que logo é amor, depois em paciência e em dedicação.

Nós evoluímos, transformamo-nos , por vezes sem nos apercebemos ...mas lá que crescemos, não me restam dúvidas!

E enquanto por cá estivermos, não paramos!

Tu e eu temos em comum o dia 11 de janeiro:-))) e ainda as décadas!

Um grande beijo.

~pi disse...

crescer a mudar e a ser.

imprevisivelmente.

por vezes nos caminhos mais...

...surpreendentes!




*

tolilo disse...

se ele fosse menina,
não me importava nada
que fosse minha namorada...

acontece que sou menino
e ainda pequenino...

isabel mendes ferreira disse...

que saudadeeeeeeeeeeeeeeee....


que beleza..........



beijooooooooooooooos.

herético disse...

pois é. eles crescem e (des)equilibram tudo!...

belo. sempre.

Tríade Maior disse...

E ________ nós_______ crescemos

com_________ eles.

Ruela disse...

muito bela.

butterfly disse...

Eles crescem, voam e só de tempos a tempos, olham para trás.
Beijo

madalena disse...

Tu ficaste "um menino com olhos de gigante" como diria o Mestre Almada. Não te basta?

:)
Beijo

Spectrum disse...

Eu acredito que a Bettips sim.
Um bom dia para a minha amiga.

Rita disse...

reapaixonei-me só ao ver esta cara de há (mais ou menos) 30 anos...
ainda bem que se pára de crescer, eventualmente, seria uma chatice termos de ser sempre mais e mais crescidos e devia dar uma carga de trabalhos!
Mãe que é mãe tem que parar de crescer que é para o filho crescer assim, como cresceu. Parabéns à mãe!

Bichodeconta disse...

Parabéns, maravilha de texto, sempre na linha da frente do pensamento e da acção..um abraço..

M. disse...

Se não tivesses crescido já tinhas desaparecido.

Jardineira aprendiz disse...

Feliz a mãe que fez um filho assim!

z disse...

Oxalá um anjo terreno esteja sempre junto dele!
josé ribeiro marto
desprofano
ps - dificuldades se enviar, desculpe , se repito e foi mais rápido do que os meua olhos!

jawaa disse...

Bom, não crescer!
Um abraço