quarta-feira, agosto 25, 2010

Pastagens ou caminhos

A talhe de foice

e para limar umas arestas

a "caminhos" ando






Pasta um rebanho de pensamentos entre paredes

mas no fundo há um riso ingénuo
trazido pelas lembranças de paisagens outras
ocultas pelos dias dobrados
a dobrar
ainda

17 comentários:

Maria disse...

Calmamente pastoreando sentimentos
e porque há dias a dobrar
e são tantos
martelos, podem ser necessários...

Beijinho.

heretico disse...

limiar arestas requer talento...
e afiar foices.

... e pastorear rebanhos também.

beijos

jrd disse...

Há que repetir o lado bom da vida. Porque não dobrar os dias dobrados?!
Abraços

Justine disse...

Cada vez mais difíceis de dobrar, estes dias!Mas há luz nos teus caminhos, há também ironia e ternura. Assim dizem as fotos que mostras:))
Beijo meu

hfm disse...

Ainda... as tuas palavras, os teus olhares. Sempre, a não perder.

Mar Arável disse...

Antes partir que dobrar

Bj

M. disse...

Pois, contanto que não nos magoemos nessas diversas funções...
Mas claro que gostei, B.

Licínia Quitério disse...

Dias dobrados e a dobrar. De preferância sem agudezas de ferramentas polidas. Antes pedras antigas. Bons pastoreios, Betty!

mfc disse...

Gosto destas imagens que dizem mais que o que se vê nelas.

Rosa dos Ventos disse...

Que belas imagens!
Será também guardador de sonhos ou só de ovelhas? :-))

Abraço

Rosa dos Ventos disse...

Também fotografei a barca que achei linda!

Abraço

segurademim disse...

pretexto qualquer serve para celebrar a vida

**:)

Filoxera disse...

Outros ofícios...
Um beijo.

jawaa disse...

E que belos caminhos os teus B.!
Belas também as palavras que me diriges e eu sei quanto são sentidas.
Bem hajas!

legivel disse...

quem me dera ser pastor
de rebanhos resguardados
em tempo de tal calor
ter os pés bem mergulhados

ter os pés bem mergulhados
em regatos de água doce
os dias já estão dobrados
seja lá pelo que fosse

seja lá pelo que fosse
já não sopra o vento morno
é tão bom mas acabou-se
estamos quase no outono.

(este meu calendário não pára: anda a 120 no mínimo.)

beijos e sorrisos.

Era uma vez um Girassol disse...

As tuas imagens e palavras sempre a emocionar e fazer pensar...
Obrigada, querida Bettips pela dádiva desse teu coração.
Beijinho da flor...percorrendo caminhos e pastagens, ainda!

Maria P. disse...

Caminhas bem...
:)

Beijinho*