segunda-feira, abril 18, 2011

Noite terceira



Há madrugadas assim

a Lua enevoada tem cara e perfil de pessoa e há realmente um velho com um feixe
ou um mundo outro
eternamente às costas.

ou sou eu que me nublo e encurvo?

11 comentários:

hfm disse...

se te encurvas é ao peso da procura do olhar e das palavras. belíssimo!

maria carvalhosa disse...

Tão bonito, Bettips!!! Fiquei comovida. Beijos grandes.

heretico disse...

podes nublar - como toda a gente tens dias e noites.

... mas VERGAR? não me parece.
antes quebrar!

beijo

tulipa disse...

Entrei as 00.00h do dia 19 de ABRIL debaixo de um tremendo temporal, chuva forte, trovoadas e descargas eléctricas com fartura.
Possas...assusta!!!
O céu enfeitado de luz, grandes clarões...poderei pensar:
Fogo de artifício em minha homenagem!

FELIZ DIA PARA MIM e para todos vós que me vão acompanhar nesta festança.

Beijinhos.

Rosa dos Ventos disse...

Andamos todos curvados, tal é o peso...

Abraço

mfc disse...

... eu também me vou encurvando!

Mar Arável disse...

Quando as noites são nossas e claras

ninguém se verga

nem o silêncio

Filoxera disse...

Agradeço-te imenso os comentários. Lindos!...
Beijos e votos de boa Páscoa.

Justine disse...

Aqueles que ainda sabem o que é honradez e honestidade trazem neste momento às costas o peso da vontade de refazer este mundo destruido por alguns... Mas todo esste peso só nos faz levantar a cabeça, não é?

jrd disse...

Encurvada?! Mas de pé, como quem sabe estar quem é!
Abraço

M. disse...

Esta tua sequência de noites quase me parece uma litania.