domingo, setembro 23, 2012

Doce equinócio a Sul




No estar
é que está o "meu ganho"
meu acrescento
meu pensamento
quando paciente.

Olho com curiosidade, estrelas e ondas, e ruas de azul.
Faço sopa em casa, como sardinhas fora: não aos churrascos, grupos aos berros e ruídos de festas, improvisos fúteis, entretimentos e arcos de jornais do dia.
Mantenho-me na crise e falo/ouço sobre ela.
Aproveito para falar mal dos bancos e dos juros. E do país lindo que somos, das pessoas corajosas que temos.

Estou.

9 comentários:

Justine disse...

E espero que estejas bem. O equinócio, aqui mais a norte, também chegou manso e doce. Como eu gosto do outono das cores suaves...

Licínia Quitério disse...

Goza essa paz, esse estar que tão bem sabes dizer. Beijinhos.

lino disse...

Belas imagens com texto a condizer!
Beijinho

Teófilo M. disse...

Gostei da face iluminada da Lua que, curiosa, olha a terra sem entender porque se afadigam aquelas formigas sempre a correr. Ou serão cigarras?!

hfm disse...

Que beleza!

jrd disse...

Lindo!
'Estás' como sempre estiveste e estarás!
Abraço

Mar Arável disse...

... um dia vão chegar

os belos relâmpagos

Bj

heretico disse...

uma bela forma de "estar" - sendo!

beijo

Era uma vez um Girassol disse...

Também apenas "estou", como tu, minha gémea...Sem viagens longas, sem relatos, sem animação...Que não é tempo para essas coisas. Tempos duros para muitos.
Tempo de crise, de silêncios, de recolha.
Os teus posts são sempre belos, feitos de belas imagens e palavras com significado.
Beijinhos da girassol