quarta-feira, outubro 22, 2008

A M. - Simbologia









Das mãos, das curvas dos rios.
Gavinhas quase, e tantas vezes, entrelaçadas.
Do chão onde amantes.
Despe-se a alma, despede-se a uva.
Ventos. Agrestes como o xisto onde ficarão as vides, as vidas.

As mãos de Rodin.
Na "Criação do Mundo" de Miguel Torga (1907-1995).
Tudo e no alto de um monte, apenas.

11 comentários:

M. disse...

Sim, a simbologia que é parte da nossa salvação. Grata.

mac disse...

Uma analogia bastante interessante e curiosa.
No outro dia fui de comboio até ao Pocinho e não gostei. Achei que a paisagem natural do Douro estva estragada devido à profileração dos socalcos.

mdsol disse...

liiiiiiiiiiiiiindooooooooooo
comoveeeeeeeeeeeeeeenteeeeee

:)))

Carla Silva e Cunha disse...

gostei muito

parabéns pela iniciativa

http://www.arte-e-ponto.blogspot.com

Carla Silva e Cunha disse...

gostei muito

parabéns pela iniciativa

http://www.arte-e-ponto.blogspot.com

Filomena Barata disse...

bela a água do Douro nos teus olhos

WOLKENGEDANKEN disse...

HHHmmmmmmmm !!!!

Jardineira aprendiz disse...

Acho que já estive naquele lugar! Não me lembro o nome mas a paisagem parece familiar. Que saudades das cores de outono do douro e trás os montes!

Fernanda disse...

Passar por aqui e olhar as tuas fotografias,...faz-me pensar no privilégio que é,...termos um país com este OLHAR...
Sabes,...falta-me fazer esta viagem,...falta-me parar por aí e ficar...
Essa paisagem, só tem passado por mim a correr,...sinto-me cu~lpada por isso.
E vir aqui, ao teu blogue, é um incentivo cada vez maior,...para o tormento se tornar mais pequeno.:))

Para o ano,...não escapa...:))

Bom fim de semana

mafalda disse...

"Tudo e no alto de um monte, apenas."

Adorei, Bettips. Tudo.
Beijos grandes.

alerts disse...

vuitton handbags
louis vuitton
hermes
hermes kelly bag
hermes bags