sexta-feira, dezembro 05, 2008

Exposição (voar sobre uma vida)









A exposição em 2008.

Ao vivo e ao perto, em memória da vinda de Maria Callas a Lisboa.

Março de 1958, ópera "La Traviata" de Verdi, no Teatro Nacional de S. Carlos.

4 comentários:

fernanda disse...

E eu não podia deixar de voar sobre essa vida,...no museu da electricidade...:)
E, lá fui num dia de sol e de calor, passear o olhar pela VOZ...
Entrei timida,...devagar,...como se o barulho dos meus passos,... dasafinassem a perfeição...

Não é todos os dias,...que se tem a Voz dos Deuses,... ali, à nossa frente.

Um bom fim de semana.:)

Rodrigo Rodrigues ("Perdido") disse...

Adorei as fotografias

Estou morto de sono

Gostava de juntar duas ou três palavras sentidas
E dar-lhes alguma da beleza
que merece um "post" teu

O sono embala-me
e mata a vontade de sentir
de pensar de dizer
Estou morto de sono

E penso que com dez anos
Não me deixavam entrar para ouvir a Callas

Estou morto de sono
E oiço o Rei
"¿Por qué no te callas?"

O museu é da electricidade
As musas são de electrões
Estou morto de sono
¿Por qué no te callas?

Beijjos prá Bettips

jlf disse...

"A voz" que foi...

O mito e a memória que perduram.

jl

googler disse...

Some of the content is very worthy of my drawing, I like your information!
costume jewelry