sábado, março 20, 2010

A Kitty


Quando chegar
a casa
a minha gatinha não se vai queixar da minha ausência.
Eu sentirei a sua.

22 comentários:

Maria disse...

Até já....
:))

Licínia Quitério disse...

A minha velhinha também me deixou. Ainda estou em recuperação. Fazem-nos tanta falta.
Beijinho, Betty.

jrd disse...

Aceita uma lágrima por ela, que partilho com o Sacha.
Abraço

teresa g. disse...

:(

Maria disse...

Foi bom rever-te.
Abraço-te. Forte.

:(

M. disse...

Uma festinha amiga.

Alien8 disse...

É muito triste, eu sei.
Mas foi bom estar contigo.

Um grande abraço de ambos.

Rosa dos Ventos disse...

Quando saio alguns dias, é bom abrir a porta e encontrar as três à minha espera e todas a disputar o meu colo...
É triste perder-se um amigo.

Abraço

heretico disse...

se calhar são apenas saudades dos telhados. de zinco...

voltará. assim espero...

beijos

Justine disse...

Mais um gato amigo no meu cemitério interior! Lembro-me do seu olhar calmo, quase resignado. Um beijinho para ti, na compreensão total da tristeza que estás a sentir.

mdsol disse...

Ohhhh!

:(((

Mas, entretanto, beijinhos.

WOLKENGEDANKEN disse...

Gostei muito da "serie" de vermelhos.Un enfoque interessante e as fotos da qualidade acostumada.So que nao tive tempo para comentar.E tambem fiquei a espera da proxima parte: nao sei, azul ou verde ... :))

E tambem chamaram-me a atencao as fotos do "Naschmarkt", o mercado mais grande de Viena. A parte da feira da ladra só existe nos Sabados. O resto da semana é um mercado "normal" mas com uma grandissima oferta de productos do mundo inteiro e ultimamente tambem há muita vida nocturna, abriram locais com gastronomia internacional.

legivel disse...

Companheiros de vida mais breve que a nossa. E conheço tantos casos de - quando acontece o inverso - não resistem.

continuando assim... disse...

Convite

O livro "Continuando assim...", foi maltratado...

Resolvi por isso, e porque tanta gente não encontra o livro onde deveria estar (nas livrarias), recontar a história
Lá no …. Continuando assim…
www.continuandoassim.blogspot.com

Vamos em metade da história, o livro reescrito, não está igual (nem poderia!) ao que foi editado.
Obrigada a todos os que vão seguindo (pois só assim vale a pena).
Um obrigada especial a quem ainda não conhece e chega de novo

Uma reflexão em relação a todo este assunto entre livros, autores e editoras, e um conselho, se é que me é permitido:

--- quando vos pedirem dinheiro para editar as vossas palavras, simplesmente digam que não ---
BJ
Teresa

mena m. disse...

Contigo terás sempre gratas recordações da Kitty!

Um grande abraço para ti amiga!

Rui Fernandes disse...

A Kitty, acho eu, já leva o papinho cheio da ternurenta Bettips. Foi, como se costuma dizer, uma felizarda.

bettips disse...

Que me desculpem os amigos daqui e das palavras boas: há coisas parecidas entre todos mas todas, e cada uma, inexplicáveis, cheias de argumentos muito nossos, quase púdicos.
Obrigada a todos, hei-de voltar.
Neste momento, confesso que ando em arquivos de 16 ANOS (a Kitty veio para casa, toda horrorosa, feia, magra, suja, a mais feia da ninhada... após ter saído da mãe, uma vadia... nasceu ou no 25 de Abril ou no 1 de Maio de 1994!) e junto fotos avulso da minha gata, nada meiga, sempre a "momar-me" mummum, sempre com unhas de fora (excepto para os homens...)
Eu sou assim e assado e aqui nem estou para me disfarçar!
Abçs

Ana Ramon disse...

Depois desta minha ausência em que pairei em sonhos reinventados todas as manhãs, acabei por poisar neste meu cantinho para recomeçar a continuação dos meus dias. E por isso vim até aqui procurando novas histórias, novas fotos, novas sensações e infelizmente deparei-me com uma notícia que é sempre triste quando vemos nos nossos animais o prolongamento dos nossos ramos familiares.
Um grande abraço e até breve

Mr. Lynch disse...

Bettips;
O famoso instinto felino da independência.
Muito bonita!
:)
Boa Páscoa.*

Filomena Barata disse...

Um abraço para ti. Que se vençam distâncias.

Era uma vez um Girassol disse...

Pena...Também tenho uma gata bastante idosa e sei que sentirei quando me deixar.
Beijinhos da flor

hebdomadarius disse...

Como dói, eu já sei.
E fico pedindo e rezando que este pequenino Matisse se anime com a Primavera que chega. Não vou querer mais nenhum, vê-los envelhecer e mirrar é uma sofrimento que não vou aguentar de novo.
Um abraço