quarta-feira, junho 21, 2006

À volta das voltas



A verdade é que senti a falta do meu "canto", uma espécie de desconforto de sítio. Mas claro que, mais verdade ainda, é a saudade/nostalgia dos lugares de passagem e do sossego dos olhos. Lugares que existem há séculos e, para mim, se mostraram. Em viagem introspectiva. Em poucas palavras, eu fui assim, como o anjo caído. E voltei com a memória cheia de árvores, flores, verde, azul, sol e chuva. Tal como a imagem/pedra que ri.

2 comentários:

Ana disse...

Sabe bem ir de férias... mas também sabe tão bem chegar a casa...
beijinhos

Anónimo disse...

Seja benvinda! E agora coleguinha, que já voltaste "às origens", vê lá se escreves e apareces, nem que seja em ponto de cruz. SEm mais desculpas, beijinhos.
Carlos