quinta-feira, novembro 16, 2006

Saúde




Parabéns, José Saramago.

Pela tua aldeia no mapa do mundo,
pelas tuas oliveiras algures no tempo,
pelos teus avós que te enterneceram para sempre,
pelas tuas palavras/jangadas que nos levam longe,
pela inesgotável água clara que nos deixas.

Parabéns, José, a ti, aos teus amigos.

18 comentários:

Teresa Durães disse...

nunca li nada dele... tentei, juro... (era uma seca... nada como a tua linda fotografia!!!)

boa noite para ti e um beijo

Bela disse...

Sim, Parabéns ao nosso Saramago...E muitos beijinhos para si...:)

MaD disse...

Parabéns ao José Saramago. Para além do enorme escritor deve ser deve ser um homem extraordinário.
De facto, para mim, a leitura dos seus livros é uma tarefa árdua, mas vale bem a pena.
Obrigado, Bettips por não deixares passar em claro.
Saudações serrenhas e bom fim de semana.

segurademim disse...

... Associo-me! também tenho uma aldeia, sem oliveiras, mas com pomares, muita fruta, muita liberdade, muita saúde!!!!

é sempre agradável usufruir da tua companhia

bom fim-de-semana :)

Betty Branco Martins disse...

Eu gosto muito de Jose S.

Já tive o imenso prazer e honra de o conhecer. E por acaso tenho familiares e amigos na sua terra Azinhaga

Muitos parabéns para ele e para ti também pelas tuas palavras

Beijinhos com carinho
BomD(:)mingo

Rach disse...

Não sei se és bom ou mau homem, não te conheço...Neste momento, pouco me interssa se andaste descalço, muitos continuam a andar; que tenhas ganho o prémio Nobel, muitos outros o ganharam antes de ti. e também já te lia no secundário, antes de seres apanhado pelos flashes internacionais...
E depois...depois, foi com o teu levantado do chão que me ergui

Maria P. disse...

Parabéns ao Homem, sem dúvida!

A escrita...enfim não se pode agradar a todos.


Boa semana:)

Maria disse...

rach
Para ti a primeira palavra: levantado do chão é, para mim, o MELHOR livro de Saramago. Tenho aqui uma lagrimita que teima em escorrer...

bettips
Desculpa o impulso anterior. Mas foi o que me saiu logo, foi sincero.
Obrigada por teres trazido a este mundo o aniversário do meu amigo José Saramago.
Reconheço que há dias em que ler Saramago é difícil, mas no final é tão lindo...
O raio do homem escreve tão bem...
Tem uma boa noite.

Licínia Quitério disse...

Parabéns, José Saramago.
Tenho a sorte imensa de gostar de o ler. Sempre esperando o próximo livro.

Obrigada, Bettips, por fazeres este post.

Um beijo.

legivel disse...

Merece os parabéns sim senhor!
Pelas palavras escritas que nos vai deixando e que são herança cultural de peso para as gerações vindouras.

Anónimo disse...

Parabéns pela importância que tem na literatura em Portugal. Confesso que não é o meu autor preferido mas... não podemos todos gostar do mesmo. **

Ana Luar disse...

Não me confesso fã da sua escrita... mas gosto do senhor.:)

Maria P. disse...

Grata pelas simpáticas visitas à Casa de Maio.

Beijinho.

Chanesco disse...

Admiro-o como homem, (visto do estrangeiro é um simbolo da nossa nacionalidade), mas confesso que não aprecio a sua escrita.
No entnto, já folheei o seu último livreco e parece-me que será uma boa bússula para nortear A Arca Velha.

Uma boa semana!

PS: Após alguns dias de ausência da minha parte, voltei para apreciar mais uma excelente fotografia que jorra energia.

Sofia disse...

Parabéns, também por ires viver para a Espanha.

Parabéns é ao blogg :-)

Unicus disse...

Um dos grandes vultos da cultura portuguesa. Portuguesa? Unicversal. Incontornável. Como incontornável é a sua humuildade.

veritas disse...

Olá!
Quero reiterar os meus parabéns, ao grande homem que eu já conhecia e admirava, antes daquele prémio que deixou todos os portugueses possuídos de orgulho.

Um abraço.

bettips disse...

Obrigada por todas as vossas palavras. Não sendo Saramago o meu escritor favorito, gosto imenso da sua escrita lúcida e da sua coerência empenhada no Bem da Humanidade.
Isto: é um escritor/homem vivo -e português- admirável de quem me orgulho! Humildade, grandiosidade, lucidez, intervenção. E o Nobel, claro, que nos abriu mais ao mundo da arte escrita.