terça-feira, fevereiro 27, 2007

E por fim, as papoilas...

O meu gatito letrado e engraçado... mais flores evanescentes, por aí abaixo.
















As papoilas ...que não tinham ficado aqui. faltavam-me. eram as bandeiras de Abril que eu encontrei no monte.
Sempre que as veja, olho-as, nos olhos pretos.
Como também noutros sítios onde fotografias enterradas em albuns. Maios Algarve longe, bermas de estradas sonolentas, Alentejo.

Selvagem liberdade, bailarinas frágeis de Degas, não dançam senão ao vento, trepando muros e assinalando cantos de sol. Nem se impõem, aparecem em pequenos molhos selvagens.
Esqueço a droga e só vejo alegria. Silenciosa de tão ténue e efémera, mas vibrante!

E como não tem nada a ver com isto - ou vagamento, nos meandros do meu espírito, pela suavidade? - gatos derivados de posts por onde passei estes dias.
Para donos deles, a quem deixo uma beldade e brincadeiras na biblioteca, com os seus livros preferidos: Sua Excelência "Frederick The Literate" pintado, com carinho, por Charles Wysocki.


Reprodução de um postal que me enviaram há 3 anos, pela minha paixão conhecida (outras, não...(re)conhecidas).

As lombadas dos livros, se se conseguem ver, são duma imaginação perfeita de gato gato!

Se não se virem bem, tenho todo o prazer em as passar aqui, à mãozinha, talvez!





26 comentários:

Teresa Durães disse...

sempre gostei de papoilas, desde miuda. antes de saber o que era o 25 de abril ou droga. ainda gosto, ainda as apanho em Maio para festejar.

um beijo para ti

as velas ardem ate ao fim disse...

Adoro papoilas, é mmo a minha flor preferida.

um campo de papoilas é lindo!

Bjocas

legivel disse...

... gosto do vermelho das papoilas e dos maios floridos. Gosto dos gatos letrados com o rabos de fora e os corpos escondidos. Gosto do teu bom gosto.

Abraço.

sa.ra disse...

são lindas as papoilas... a estão para breve... assim que vier o Sol vão encher os campos.

esta janela é um lugar de paisagens mt bonitas!!!
escreve tão bem... sempre tão bem!!!
tem de profissionalizar esse talento!!!!

beijinhos
dia mt feliz!

Cris disse...

Gosto de papoilas porque gosto! Muito Obrigado pela visita a Terra e à Cereja. Aparece sempre.

bjinhos
Cris

Ana Patudos disse...

Rubras papoilas...
São lindas!
beijos
Ana Paula

Mr_Lynch disse...

Bettips;
O teu blog é abundante em excelentes fotos. As papoilas salientam-se pela sua cor do fundo verde e castanho. És tu o(a) artista de todas as fotos?
Abraço

PS: As pinturas é um hobby ou, como eu, uma forma de ganhar a vida? Desculpa todas estas perguntas mas adoro conhecer colegas de trabalho...

Sandman of the Endless disse...

bettips,
até mais do que as belas flores, o teu postal me deixou curioso (inclusive pela histórico que ele carrega, cujas pistas você salpicou!). E por falar em curiosidade, fiquei impregnado dela após ler as gentis palavras que você postou lá no breviário. Obrigado pela delicadeza! Mas como faço pra lhe contactar se você não deixou o seu e-mail? ;)

Anónimo disse...

Olá Amigo, boa tarde!
Também gosto de gatos; tenho uma a "Missanga" (quando era pequena) que agora é uma "senhora" de formas abundantes...
Papoilas, AMO, talvez pelo mesmo motivo porque AMO borboletas e pássaros; lembram-me a fragilidade, a beleza, e legância, a cor...
Muito belo o que escreve. Parabéns!
Um abraço de todas as cores da
Maria Mamede

Isabel disse...

Que saudades de ti e de tudo o que tens dentro de ti e espalhas por aqui...
adoro vascular as tuas coisas e ir encontrando segredos, proximidades, teias, aranhas, pó, recordações, opiniões , sentimentos, emoções, ei rindo, chorando e lembrando contigo.

E como sempre que aqui venho, aqui me identifico... aqui me vejo...

Sou louca por gatos.
Não sei viver sem eles, pronto!
Nunca vivi sem eles e não faço ideia de como se vive sem um gato pelo menos.
Encantam-me, seduzem-me e obrigam-me a seduzi-los constantemente...
Adoro isso.
Tambem me fazem rir e sorrir...
Tambem me enternecem...
E quando estou triste acompanham-me na tristeza como sempre o faz a minha gata Julieta.

Papoilas... tambem adoro papoilas.
São frágeis, livres e selvagens.
Corajosas e descaradas expostas ao vento que lhes levanta as saias e as ama em suaves brisas, ou as destroi brutalmente.
Corajosas expostas ao risco... pequenos grandes corações selvagens à solta pelos campos.
Vermelhos, encarnados... de sangue e vida - a minha cor favorita.

E livros, oh os livros! Minha amiga sei que não preciso dizer-te o quanto gosto de livros.

Adorei aqui estar como sempre... vou carregada de papoilas imaginadas, com saudades da minha gata que em casa me espera, e com a vontade de ler e escrever de sempre.

Um beijo

Isabel

Moura disse...

Sobre a questão que me colocaste sobre Ribeira de Piscos. Tenho fotos e qualquer dia faço uma série de posts dedicados ao Vale do Côa. Piscos é o único local que se visita onde aparece a figura de um homem gravada, por sinal muito interessante, muito fálica. É o local que tem a gravura de maior dimensão...é onde se anda mais a pé, e pode ser a partir desse núcleo que se visita a Quinta da Ervamoira que é fantástica e merecedora de visita.
Um abraço.

DairHilail disse...

cheguei
vi e gostei
as papoilas, lindas, vermelhas da cor do sangue, que é vida e do fogo que é amor, agora parto para a floresta...

greentea disse...

nunca tive gatos, mas cães e sinto por eles o mesmo sentimento que tu tens pelos gatos
não sei como é possivel viver sem cães. Os cães tudo compreendem !

Não digo que os gatos não compreendam, até trato de gatos abandonados e conhecem-me à distancia , mas nunca os tive em casa, apenas cães.
Lindo o teu texto sobre o gato letrado e as papoilas .
Lindas as papoilas !!

despertando disse...

Adoro ir por aí sem destino e alimentar os meus olhos com as cores dos campos floridos.
Obrigada pelo comentario no meu blog.
É gratificante descobrir pessoas com gostos semelhantes.
Beijinhos bom fim de semana para ti.

Luisa disse...

As leituras não parecem ser muito interessantes porque o gato adormeceu...
As papoilas, sim, estão vivas e vibrantes. Quem diria que uma flor tão simples pode trazer tão grandes complicações?
Foi um prazer receber a tua visita no meu blog.

Maria P. disse...

Papoilas é Maio, o meu mês! Adoro.

Beijinhos*

Era uma vez um Girassol disse...

Olá Bettips, que ideia linda trazer aqui papoilas!
Ficam bem com girassóis e como eles são selvagens...
O gato é um primor...
Beijokas e obrigada por este texto inspirador.

Jofre Alves disse...

Gatos, livros, flores, paisagem e texto, tudo de grande qualidade e bom-gosto, sempre motivo para visitar e apreciar o blogue. Óptimo fim-de-semana.

Maria disse...

Quantas vezes já te disse que gosto das tuas fotografias?
Um beijo

M. disse...

Adorei este teu texto! Ondulante e delicado como as papoilas.

Meg disse...

Desde que LFV, Cabo Raso, me faz conhecer este espaço, é nele que espraio os meus ohos, contemplando e fruindo a beleza das imagens e dos textos que, sinto, serem escritos por alguém com uma grande espiritualidade, amante da Natureza, assim mesmo com letra maiúscula... Da forma mas básica possível, também eu passei anos a fotografar rios, pedras, flores, raizes de urze fossilizadas, carvalhos rubros...etc., fotos essas que guardo para recordar momentos inesquecíveis vividos aí no Norte.
Bem haja pelos momentos de paz e beleza que nos proporciona...

o alquimista disse...

A papoila também é uma flor...!Quanto aos gatos vivo no meio do campo e falo com eles...


Dice beijo

bettips disse...

meg...pela sensibilidade tanto pode ser homem como mulhar, um consolo esta net... Um gosto ler o teu comentário (aqui vai tudo a eito, tu cá, tu lá). E a dica do Paiva. Há mil anos que não vou para esse lado... E quem me dera que partilhasses com esta gente - ou só eu - essas coisas de nada que dizes ter esmiuçado. Eu já disse/escrevi mil vezes que não é a máquina que é importante. Melhor ou igual, será o olho que olha... Fico com vontade de saber mais de ti! Obg Abç

bom dia isabel disse...

É um prazer passar pelo teu canto. Pelo gato letrado, pelas rubras papoilas ,pelos maios do meu Algarve, pelo Alentejo do meu coração...por tudo!
Beijinhos

non disse...

Papoilas!´´e a minha alma sorriu.

Beijo

Teresa David disse...

Belas imagens e lindas palavras, e um gato que me fez lembrar tristemente o meu falecido gato tiago!
Mts bjs
TD