terça-feira, maio 15, 2007

Dunas e trilhos em solidão







Lembrar o S. com as flores que ele gostaria de ver.
As flores humildes de que ninguém cuida.

Hoje vinha sentar-me aqui com tantos pensamentos bonitos! Era Maio e uma data do lugar meu.
Mas não tenho palavras.
Que importância tenho eu se outros olhos belos se fecharam?

Sofro com a família que não sei.
A eles, um membro que lhes faltará sempre. A mim e a outros, um irmão do espírito que nos morreu.

Este momento é dedicado a amigas e amigos com quem poderia desabafar e chorar hoje, se os conhecesse. Prantear pela morte, por ele, lamentar vidas, com eles.
"Visitei o teu lugar silencioso, para ver o teu último olhar. Entra uma ténue luz pela portada branca. O vidro das lágrimas, corta-me a visão.
É a memória que guardarei de ti, meu querido amigo."

40 comentários:

despertando disse...

Os amigos vivem sempre no nosso coração.
Para eles todo o nosso amor.
A ti um abracinho

jlf disse...

É.
Há amigos assim!
Desses de quem não é possível esquecermo-nos...
A importância de que falas pode subsistir a alguns "olhos belos" que se tenham fechado... Desses... é que só restará a memória. Sempre reconfortante.
Quantos irmãos do peito, ou só do espírito, não partiram, já?
"Visitei o teu lugar silencioso, para ver o teu último olhar."...
"O vidro das lágrimas, corta-me a visão" - que me importa de quem são as palavras?! A partir daqui... de muitos...
Mas que são soberbas e pesadas, são.
Bem hajas!
jl

greentea disse...

todos somos um dia chamados para outros espaços , outras funções...
Já OS vi partir, deixar estes e aqueles sitios que habitualmente frequentavam , que eram só seus, que alguns (poucos) sabiam.

Mas eles voltam. voltam sempre,
Com um gesto, uma palavra, um pássaro que esvoaça lá fora, um sonho, uma imagem ao longe...

E ao longe , ao longe eles tomam sempre conta de nós.

Um beijo

APC disse...

Ainda não sei o que dizer.
Acho que nunca vou saber o que dizer.
... Eu ainda nem acredito!!!

Tu disseste bonito, muito bonito! Que imagens lindas, de flores bravias, livres de o ser; sob o tema "Solidão" onde pudémos ver o S. pela última vez. Ele havia de gostar tanto!...

Preocupam-me os seus! Que mundo, o nosso!!!

Não me ocorre dizer nada de bom agora. Só mesmo chamar nomes! Por isso vou-me. Mas sabes que junto o meu abraço a este.

vida de vidro disse...

Por muitas razões, por tanta coisa bela que partilhava, por ser a pessoa bonita que tinha aquele olhar de poeta, eu seria concerteza uma das pessoas que choraria contigo a sua perda, se te conhecesse. Fica o meu abraço para ti. Fica também essa comunhão na perda. **

hfm disse...

Estas tuas palavras vão-lhe chegar onde quer que esteja. Belíssimo!

mena m. disse...

Aprendemos a apreciar-lhe o talento, a sensibilidade e a ternura reveladas através da sua arte de fotografar, ganhámos-lhe amizade através do convívio do fotodicionário, hoje, juntamo-nos aqui para partilhar a tristeza que nos deixa a sua partida.
Esta sua última foto o anunciar de uma despedida, a luz suave através das portadas semiabertas a sua presença...
Obrigada, Bettips, por nos receberes aqui.
Um beijo,
Mena

bettips disse...

Na verdade, que sensação de mágoa rever as fotos, os nomes que lhes punha... Nunca lhe dissemos o suficiente, que o admirávamos, que a pureza dos seus olhos nos ajudava a melhorar, a despir os preconceitos, a rir também. Neste pequeno círculo, damos as mãos por ele, hoje. Com todos os que lhe vão sentir a falta.

Alexandra disse...

Choro, neste momento, grossas lágrimas por perder um Amigo como o S. Um Amigo que sem conhecer... conheci! Sei que ele não iria gostar mas doi, doi muito!!!
Obrigado por este post maravilhoso que no fundo nos acolhe a todos!

Obrigado!

Bem haja!

Maria P. disse...

Hoje não há palavras, só a dor e a saudade...

jlf disse...

Voltei para rever as fotografias...
Que beleza, sóbria mas soberba!
A cada passo a natureza nos surpreende com os seus belíssimos poemas.
E não vi só as fotos. Li mais: "nunca lhe dissemos o suficiente"!
A quantos e quantos, mesmo que só "do espírito", deixámos partir sem tudo lhes dizermos!
Tudo? Como tudo, se nem o suficiente?

As tuas sensacionais fotos são bem o espelho, também elas, da tua rara sensibilidade.
Saravá!
(Olha, outro a quem tanto ficou por dizer!... Não achas?)
zl

Teresa Durães disse...

:(

Cris disse...

As fotografias são de uma beleza arrebatora, apetece mexer. Os amigos, os verdadeiros amigos, esses ficam sempre em "flor" no nosso coração.

Beijinho
C.

Isabel disse...

Um irmão do espirito, sim B.

Momentos estes em que apenas o silêncio parece querer dizer alguma coisa.

Aceno-lhe e digo-lhe até um dia destes.
Sei que partiu, foi de viagem.
encontrar-nos-emos todos por lá um dia... nesse local que imagino cheio de flores ( girasois para mim)

Aceno-lhe silênciosamente enquanto o vejo partir num comboio também silêncioso.

Adeus S ( que pena que o tempo não nos tenha deixado ter mais tempo, mal te conheci),até breve num tempo onde quem sabe nos dão mais tempo e terei oportunidade de te conhecer melhor.

A ti B linda, de olhos brilhantes de lágrimas, não poderias ter-lhe feito mais bela homenagem... tem a beleza que vem de ti... imensa!

Obrigada por seres assim... o mundo é melhor porque tu existes.

Isabel

Licínia Quitério disse...

É tão difícil de acreditar que aquele Diafragma se fechou. Faz-nos tanta falta.

Abracemo-nos. Abracemo-lo. Invisivelmente. Profundamente.

bom dia isabel disse...

Amiga Be, choro contigo mesmo sem conhecer o S. Amigos dos nossos amigos, nossos amigos são. Fiquei triste, muito triste! Este mundo é tão real quanto o outro. Estas amizades ficam enraízadas na nossa alma.
Deixo-te um beijinho, um abraço apertado e saio em silêncio.

triliti star disse...

há tão pouco tempo nestes caminhos e estou triste.
senti um vazio.
estou contigo.
estou com ele.

TINTA PERMANENTE disse...

Cada uma dessas cores bravias tão belamente captadas hão-de formar esse arco celeste cujas pontas serão as nossas memórias e ele!
Bela homenagem, amiga!
Abraço.

triliti star disse...

partem para longe, mas visitam-nos nos nossos sonhos. eu sei.

despertando disse...

Só há pouco fiquei a saber a quem te referias neste post...
Fiquei sem palavras.

maria carvalhosa disse...

Querida Bettips,

Nem sabes como este teu post toca bem fundo na minha alma. Acabo de chegar do hospital, onde fui visitar um amigo, um verdadeiro "irmão de espírito", em estado terminal. Uma perda eminente, para todos... família, amigos. Pior de tudo: ele, o sofrimento por que está a passar é atroz. E cruel. Nos últimos tempos tenho vivido tempos conturbados, próxima de pessoas que, de repente, desaparecem, deixando em seu lugar perdas profundas, a (re)lembrar inevitavelmente feridas mais antigas, nunca saradas. Todos temos que partir, mais tarde ou mais cedo, mas dói muito... sobretudo quando é cedo demais (sê-lo-à sempre, para quem fica???)

Um beijo e um abraço bem forte.

maria carvalhosa disse...

Bettips, amiga,

Como não tenho por hábito ler os comentários dos outros antes de escrever o meu, também só agora percebi que te referias a alguém cujo trabalho e sensibilidade eu também admirava muito, embora não o conhecesse pessoalmente.
Pretendo, apenas, com este segundo comentário reforçar a mensagem de dor e a minha solidariedade para com todos os "irmãos de espírito".

Beijo.

Maria Manuel disse...

Junto a minha voz ao lamento e o meu silêncio emocionado.
Nunca antes me acontecera perder um amigo que não conhecia realmente, mas a quem acompanhava e admirava o olhar e as palavras partilhados...
Estranha e dura experiência de que deixo, entre amigos, o desabafo.

Jardineira aprendiz disse...

Talvez ele tenha levado consigo a beleza que partilhava com os olhos...

Um beijo

Estranha pessoa esta disse...

........
...

Que o 'Clicar' do Diafragma nunca de feche...

...


....................................................


















..........

Meg disse...

Contigo, em silêncio...
Bjs

Nélia disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Conceição Bernardino disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
herético disse...

beijo. flores muito bonitas

bettips disse...

Nélia e Conceição Bernardino desculpem apagar os vossos comentários, até sem importância mas neste momento, aqui não os queria, choro um amigo e quero este lugar sózinho, com os amigos e os que sentem o mesmo. Perdoem e voltem noutra altura.

Entre linhas disse...

Resta-nos guardar as memórias dos amigos que permanecem no nosso coração,embora não estando presentes entre nós.
Bjs Zita

sonhadora disse...

sonhos com muita magia.
Beijinhos embrulhados em abraços

Isabel disse...

Um belíssimo conjunto harmonioso entre as fotos e o texto.Sentido e melancólico.

Bjt

Vida disse...

Fico sem palavras para te dizer, deixo-te o meu ombro virtual e um abraço do tamanho do mundo.

Beijinhos.

legivel disse...

Uma homenagem sentida a um companheiro de rota que parte mas de quem fica a memória... fotográfica.

GA

Teresa Durães disse...

bom fim de semana
bj

mafalda disse...

O sentimento de partida sem regresso sufoca, deixa nós por todo o lado: na garganta, no estômago e, sobretudo, na alma.
Linda esta homenagem a um amigo que nos deixou.

Um beijo.

mafalda disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Meg disse...

Quando me sinto triste, venho para atua companhia, não devia ser assim, mas sei que estás aqui, onde auer aue estejas.
Um abraço

Ana Patudos disse...

Não sei de quem falas, mas devia ser uma pessoa que fazia e faz parte de um sentimento muito puro:amizade verdadeira.
Grande beijinho e um grande abraço de coração.
Acho que as plantas e flores que fotografas-te; a condizer com tais emoções...
fica bem e pensa que um dia todos nos voltamos a encontar.
Ana Paula