quarta-feira, julho 23, 2008

Belgais - Centro para o Estudo das Artes











Maria João Pires e Belgais, um sonho belo e uma realidade custosa.
Tivemos a sorte de ter assistido a um concerto, num lugar que nos levou longe do mundo real. Conhecer e disfrutar da preciosidade que é "alguém" ter decidido instalar uma Escola para o Estudo das Artes, numa aldeia perdida da raia.
E são anos de cultura, quase silenciosa pelo anonimato que a imprensa (a portuguesa) lhe dedica.
A obra já a sabia de quando era projecto, de leituras e opiniões: não que elas, as sensatas, abundem nesta nossa terra de tantos mesquinhos pensares.

Tivemos centenas ??? sei lá que nem os contei - entre presidentes, ministros e secretários de estado. Tivemos directores, administradores, leis de mecenato, embaixadores, placas comemorativas. Que chegam e vão, evanescentes de impunidade. Com toda a certeza, os nossos impostos, os nossos costumes brandos, pagaram/pagam "os benefícios" de muitas dessas pessoas.

Os nomes vivos da nossa cultura actual, são pouco lembrados - ou são falados pelos piores motivos, por "ousarem" sonhar diferente. Não procuro nomes mas de imediato me ocorrem Saramago, Eduardo Lourenço.

Parabéns Maria João Pires, pelo teu aniversário.
E também porque tu fizeste a diferença!

26 comentários:

Anónimo disse...

Não é o desabafo tonitruante e venenoso...
É o desabafo sensato mas cáustico(dos poucos que ainda restam "nesta nossa terra de tantos mesquinhos pensares") da tua, conquanto apaixonada, livre expressão.

abraço
zl

Maria disse...

Nem sei por onde começar, Bettips
Porque estive a ver todos os teus posts para trás, os que não visitei por estar de férias, e desde as árvores, passando por Andaluzia para chegar a Belgais, são todos merecedores de comentários. Porque são belas as tuas fotografias, e sentidas as tuas palavras.
Associo-me a ti nos parabéns à Maria João Pires, que fez, e faz, a diferença. Atrevo-me a dizer, num país que não a merece. Mas nós merecemos...

Obrigada por tanta partilha.
Um beijo

Justine disse...

Louvável a acção de MJP, inqualificácel a atitude dos senhores do poder!
Sentido e justo, o teu queixume...

Maria Laura disse...

Um sonho belo, sim. Um sonho que devia ter tido o apoio merecido. Mas outros valores se levantam. Sempre.

Frioleiras disse...

os apoios são sp retirados a quem os merece, a quem tem lutado pela cultura...

não só ela...

Frioleiras disse...

os apoios são sp retirados a quem os merece, a quem tem lutado pela cultura...

não só ela...

Filomena Barata disse...

A inteligência assusta, o sonho apavora ...
Mas que me importa? Haverá, também e sempre, pessoas como tu que se passeiam, cabelos ao vento e pés descalços nas rochas à beira-mar.
A ver, a ouvir, a imginar ...
Ainda bem que a lembraste, essa maga do piano que não nos deve deixar a lamuriar. Força tanta; só há que no encalço desse caminho tentar palmilhar!

Menina_marota disse...

"...E são anos de cultura, quase silenciosa pelo anonimato que a imprensa (a portuguesa) lhe dedica."

Infelizmente, continua-se a valorizar muito mais o supérfulo, do que o IMPORTANTE!

Associo-me de alma e coração às tuas palavras e nos parabéns e respeito pela Maria João Pires.

Um abraço carinhoso e grata por seres como és.

heretico disse...

gosto de pessoas que ousam. e teimam...

excelentes palavras. as tuas...

beijos

dona tela disse...

Voltei!!

Já tinha saudades.

tulipa disse...

Hoje, vim de mansinho
visitar o teu cantinho
e, como sempre, fico fascinada.

Eu apego-me a pessoas quando tenho de apegar-me.
Mas...depois sofro muito,
sim sofro com o despegar
dessas mesmas pessoas...
eu apego-me
mas elas desprendem-se...
fogem...

Por vezes,
a vida acaricia-me com razão.
É o que me vai valendo.
Mesmo sem eu perceber
o porquê da carícia,
mas sabe tão bem...
Porque carícias físicas
essas não as tenho,
ninguém se aproxima,
nem para me dizer:
Gosto de ti, Mãe.
Dei este exemplo como podia dar outro.

Um vazio existencial é o que sinto, no meu dia a dia...
como se fosse um buraco cá dentro
fundo, cheio de mágoa...

Bom fim de semana.
Beijinhos.
Parabéns à Maria João Pires.

Lola disse...

bettips,

A Maria João Pires ganhou o reconhecimento de todos, mesmo dos que lhe recusam homenagem e apoios, por mérito próprio, está muito acima deles, e o Saramago e o Eduardo Lourenço também.

Ninguém sabe o nome desses todos, admnistradores e etc. e nunca ninguém os recordará, a não ser, com sorte, a família deles.

Um enorme aplauso para a música a escrita e as ideias que nos marcam indelevelmente e que eles nos oferecem graciosamente...

Beijos

Jofre de Lima Monteiro Alves disse...

Belgais foi é é um sonho lindo, que criou na altura alguns amargos de boca à Maria João Pires. Gostei imenso da foto-reportagem, um artigo louvável e interessantíssimo. Boa semana, com tudo de bom.

nnannarella disse...

Não saiu de Portugal, mas foi para a raia, longe de capelinhas e de intelectualices de plástico.
Está em Portugal, mas é mais mimada e "mediatizada" e premiada pelos espanhóis do que pelos lusos.
Belgais é o sonho de qualquer um que ame a Arte de amor verdadeiro. Infelizmente, teve de passar calvário, e se calhar ainda o passa e passará. Acontece a tudo o que é invejável e diferente. E se a Cultura é ministério negligenciado estupidamente, a Música é uma das partes dela mais desfavorecidas.
Se Belgais fosse coisa para Nobel ou Academia, ou fosse empresa de construção de aviões, de pontes ou de autostradas há muito que era notícia de primeira página ou de "horário nobre".
De qualquer dos modos acho que Maria João Pires deve ser um ser muito feliz e eu orgulhosa de viver no tempo dela.
Bem-hajas, Be'ps, por esta lembrança. Forte abraço a ambas.

Alien8 disse...

Bettips,

Parabéns à Maria João Pires, e parabéns a ti por te teres lembrado dela e de Belgais, e por teres escrito e ilustrado exemplarmente este texto, com o qual estou, como é lógico, em total sintonia!

Um abraço.

M. disse...

É bom lembrares Maria João Pires. Sim, ela merecia ser tratada de outro modo. Mas, no fundo, o que importa é o que ela vai conseguindo junto dos que mais lhe interessam e que com esse convívio ganham uma parte da Beleza do Mundo.

hfm disse...

Bela homenagem e, daqui, um pouco de "inveja".

Licínia Quitério disse...

Parabéns à Maria João. Parabéns a ti, Bettips, por teres feito este post.
Lembrei-me daquela história em que a serpente vai comer o pirilampo e ele lhe pergunta porquê. A resposta que recebe é "porque brilhas".

Brilhar é um caminho perigoso. Felizmente, há quem não o tema.

Um grande abraço.

Ruela disse...

tinha tanta coisa para dizer acerca disso...mas mais vale ficar com

Parabéns!!!

Meg disse...

Minha querida Bettips,
Fosse a Maria João uma emergente analfabeta, que fizesse vender revistas cor de rosa e andaria nas bocas do mundo e não lhe faltariam amigos.
Porque agora, de há uns miseráveis tempos para cá, essa é a característica mais apreciada nos meios "artísticos". De raiva me visto quando vejo imagens como as que mostras. Onde anda a Maria João? Brasil? Espanha?
Mas o sonho está lá, exactamente como um sonho.

Mil beijos

Mar Arável disse...

Longe do mundo real

a ouvis piano

pois claro

ALMARIADA disse...

Fico contente por ser que Belgais continua! Estive lá há uns anos e depois pelo que li nas notícias convenci-me que a Maria João Pires tinha abandonado o projecto. Fico feliz por saber que não é verdade! ;)

Paulo disse...

Venho dar também os parabéns a Maria João Pires, embora atrasados. Penso que ela não se importa.

Um abraço.

Ana Patudos disse...

Belgais ainda funciona? Ainda bem. Pena é que a nossa Maria João Pires seja tão esquecida pelos responsáveis máximos deste nosso país. Esta senhora é tão simples e tem um coração de ouro e a transbordar de música e cultura que faz tanta falta a esta gente mesquinha que circula por aí.
obrigado pela partilha
bjo
Ana Paula

Jardineira aprendiz disse...

É triste apercebermo-nos o quanto nos habituamos a estas coisas. Ainda bem que alguém nos acorda. Parabéns à MªJoão Pires, por tudo o que ela nos tem dado.

Violeta disse...

o sonho de plantar cultura onde ela mais falta faz...a vontade de cultivar em solo estéril!
a fraude, o boicote, a falta de cultura aleada à maldade, ao brutesco!
era um projecto demasiado ambicioso! os nossos futuros músicos podiam começar a dar nas vistas e lá se ia a mão de obra barata dos estrangeiros e o trabalho caseiro dos sem mérito, que ficaram cheiinhos de medo da nossa Maria João!!!
Depois, sempre é menos dispendioso importar, que investir no fabrico próprio! sempre assim foi!
vi-a tocar em vários países do mundo, ser aplaudida de pé nas grandes salas de concertos...ganhou o Brasil em detrimento da Inglaterra e da América! Aí, tem terra arável para plantar, ter muitas vacas, mar, sol muita fruta boa e um grande piano ao ar livre, para espalhar a música pelas árvores das florestas da Amazónia!

No seu lugar, faria o mesmo...
Obrigada Bettips, nunca é demais lembrar!

beijinho
Violeta