quarta-feira, julho 02, 2008

Tardes com Árvores II






... pelos vistos o meu lugar ficou "desprotegido" e há pouco, apareceram-me prémios e parasitas, num ápice. 4 ou 5...
Do que há bastante por aí!
Apesar de tantos esquemas de segurança - e avisos e mais avisos, a amigos que passam e repassam mensagens, com todos os nomes e contactos explicados!
Nem dito directo entendem: este é um lugar de apontamentos e "correntes de dizes tu, direi eu" são coisas de lixo, pura e simplesmente.
Muito mais privado é o meu e-mail; e não, não vou aumentar "coisas", nem ganhar o quinquagésimo prémio dos blogs, nem receber a flor da virtude, nem o arquinho e balão da amizade. Também não preciso de ponteiros apontados que me limitam - ainda mais - a vida. E a lotaria já a ganhei em não ter morrido, por acaso.
Gosto de quem gosto e falo a quem quero.

Eu só desejo um canto sossegado, de belas ideias e boas virtudes. Que as más andam à solta! Opiniões, notícias, sim, venham elas dos próprios!
Deixo todas as boas intenções para os eleitos.

Aqui, continuava eu a falar por imagens, dos meus queridos "Dias com Árvores".

5 comentários:

as-nunes disse...

Venho do dias.com.arvores. Estou desolado. Um blogue como aquele, de repente deixa-nos?
Parece que temos que nos conformar com a ideia, mas custa esta despedida.
Entretanto, nós, os que amamos a Natureza, e qinda estão disponíveis para essa tarefa, cá ficaremos na luta, por um ambiente sadio, apelando para o bom senso das entidades oficiais e de todos em geral.
Deus-Natureza precisa de nós.
Nós, não somos nada se não conseguirmos preservar o Ambiente em que vivemos.
Um abraço
António

M. disse...

Às vezes "sobe a mostrada ao nariz", não é, Bettips? Achei graça ao modo como ela te subiu ao nariz... :-))

Anónimo disse...

O teu falar por imagens, dos teus queridos "dias com árvores"... (Com árvores, com flores com plantas, sei lá...) Não é uma "falação" qualquer.
As tuas imagens são, também elas, lindos poemas. Algumas, basto soberbas.

Até...
jl

Anónimo disse...

Postado o meu comentário, li o que o antecedia. E lembrei-me dessa parte do teu texto. E não é que me senti incluído nesses que te fizeram subir a mostarda ao nariz?
Creio que não abuso do teu postigo... Mas, apesar de tudo, talvez deva refrear-me ainda mais...
De todo o modo... as minhas desculpas...

abr
jl

dona tela disse...

Sou mesmo uma alma sensível.

Muitos cumprimentos.