quarta-feira, julho 30, 2008

Córdoba: Tectos e Candeeiros










Olhei para cima.
(Andam as gaivotas alteradas na noite da minha cidade, entre estrelas e nuvens)

Porque os olhos voavam e os quero voar.
Que as palavras, na voz e nos ouvidos,
se cansam mais que o olhar.


Com as minhas preciosas e pequenas coisas de observação casual.
Que fazem sentido, muito depois de as ter fotografado.
Ou visto.

21 comentários:

mena m. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
mena m. disse...

O mundo está cheio de maravilhas!
As naturais e as feitas pelo homem!

Faz bem vir aqui pousar os olhos, sem ter que ficar com dores no pescoço...
Córdoba é maravilhosa, pela pequena grande amostra que nos apresentas aqui: os magníficos páteos, os tectos, os candeeiros, a aquitectura!

Adorei!
Um grande abraço, agora que respiramos o mesmo ar!

Teresa Durães disse...

perspicaz o teu olhar

Vanda disse...

As influencias arabes na arquitetura...

Belos olhares casuais!


Também gosto muito, passo-me com os tectos, os arcos, os rendilhados, as texturas, as cores!

Passei-me no Al'hambra em Granada há mais de 20 anos e continuo a passar-me mundo fora (principalmente em Marrocos)!


Um beijinho, Battips!

dona tela disse...

Assim é que eu gosto. Bons programas.

As minhas cordiais saudações.

Filomena Barata disse...

e tu a olhar para cima, para o céu, para a casa com porta e tecto, perfazendo um lugar.

Anónimo disse...

Belíssimas imagens.
Mais importante que a tua objectiva é o teu olhar.
E o teu verbo.
Belas as imagens, mas creio que mais felizes as palavras com que as debruaste num poema só imaginável numa sensibilidade particularíssima como é a tua...

Abraço
zl

Justine disse...

Que colecção luminosa de olhares!
Que curioso rever o guardado na memória através da tua perpectiva!
Sempre muito belo.

nnannarella disse...

Ai Bettips, que saio daqui com um alhambrado torcicolo deslumbrado!:)
Beijinhos em arco.

Teresa Durães disse...

a deixar um beijo!

M. disse...

É verdade, as coisas às vezes fazem ainda mais sentido depois. Talvez porque revê-las é recriar e enriquecer o pensamento que elas nos oferecem.
(E à guisa de parêntesis, digo que se tropeçarmos por olhar tanto para cima, ao menos caímos com os olhos bem recheados...)

O Profeta disse...

Majestosa e altivamente submissa
Uma árvore curva-se à lagoa
Encontrei um arco-íris perdido na terra
Este canto não pára até que a alma doa


Convido-te a olhar os sentires que emanam do altar do Sol


Bom fim de semana


Mágico beijo

heretico disse...

ver é "decifrar"...

muito bem. belo.

Menina_marota disse...

O olhar... é o reflexo da alma... e de tudo o que de belo conseguimos encontrar e partilhar!

Lindas imagens!!

Beijo e tudo de bom ;))

vida de vidro disse...

E quanta beleza os teus olhos captaram! Porque a câmara só nos dá beleza se o ohar a vir primeiro. Ainda bem que o teu olhar viu. **

casa de passe disse...

lindo. conhecemos e amamos

loulou + nini

Alien8 disse...

Bettips,

Tectos, candeeiros, palavras e olhares que atordoam. Casualmente? :)

Beijo.

Ana disse...

Os teus olhares e os teus dizeres, sempre tão ricos de significado!

Beijo.

Violeta disse...

Juro...não me importava nana, nadinha de ficar a olhar eternamente para o tecto :)

beijinho nesses olhinhos

Violeta disse...

(errata)

Juro...não me importava nada,
nadinha de ficar a olhar eternamente para o tecto :)

beijinho nesses olhinhos

Violeta III disse...

obs:

já agora Bettips...qual é a tua máquina? ihih

bj