quarta-feira, fevereiro 11, 2009

Pináculo








(fotos de V. B.)

Do Lat. pinnaculu
s.m.: a parte mais elevada de um edifício, monte, etc.
fig.: o mais alto grau; auge

porque apetece ir escurecendo (endurecendo as boas práticas)
e subir
(falsas as luzes que brilham para fora)
subir um qualquer entrelaçamento de ferros ou opiniões duvidosas.
E chegar a um topo único e íntimo
onde se goste ser (estar, permanecer, continuar).

10 comentários:

Maria disse...

... de catedral (Gedeão)
onde o olhar se perde no infinito...
e volta, até dentro, por dentro, de nós.

mdsol disse...

Além do texto, além do texto... as imagens obrigaram-me a pensar que estou mesmo em falta comigo porque nunca mais me resolvo a revisitar essa cidade...

:))

Artur Gonçalves Dias disse...

Esse pináculo é a súmula dos nossos desejos?
Belo blog.

Saudações

Anónimo disse...

Gostei.
Mas fica-me a dúvida: algum dia chegaremos ao "topo único e íntimo onde se goste ser"?

abr
jl

Alien8 disse...

Bettips,

Imagens pinaculares, sem dúvida! Dentro delas nos sentaremos quando o cansaço de ficar de pé começar a roubar-nos a vontade de ser. Refeitos, continuaremos a subida.

Um beijo.

legivel disse...

... ai! Paris de França que nunca mais é altura de lá voltar que até já esqueci como é que aquilo funciona agora com o Sarkozy a conduzir o elevador da Torre...

"pináculo de catedral
contraponto
sinfonia
máscara grega
magia"

Agora deu-me para cantar. E como dizia a minha avó "quem canta seus males espanta".

beijinhos.

heretico disse...

pináculos e horizontes...

de vertigem. por vezes.


beijos

Arabica disse...

Tiveste sorte.

Eu quando a visitei, estava vestida para obras...

Os canhões de água paralizados.


Com um certo humor, pensei: pararam à minha passagem :))


Gosto hoje de a rever através do teu olhar e do crespusculo da hora magica...

M. disse...

Paris, a cidade eleita. Longe e tão perto...

jawaa disse...

Ma douce, douce France...