terça-feira, dezembro 04, 2007

Acaso as semelhanças




Há meses conheci pelos ínvios caminhos das teclas dos pianos e das cores dos quadros, um lugar e outros.
Quiçá não possuo 1% dos teres e saberes culturais que me têm deleitado nesse "bunch of keys", de discretos e recônditos lugares onde por vezes me perco.
Informações coloridas e a preto e branco, sobre músicas, museus, colinas, escritores, divas.
A propósito de Tiepolo.
"nnannarella" encontrará as semelhanças que me ocorreram.
E uma parte do percurso das ideias.
Passando directamente para as portas enferrujadas das lembranças ou caixinhas delas.

32 comentários:

nnannarella disse...

Ó Deusas! Não me digas que está tudo à espera que seja eu a primeira a responder...

Então cá vai. É uma honra[com caixinha de comoção e velho portão de ferro - que é a matéria de que são feitas as recordações que não (se) partem] ser assim agraciada com este teu olhar mais próximo, logo depois daquela romântica exuberância das camélias.
Sinto-me muito grata.
A Ti e a Ti epolo...:)
E sim, as semelhanças estão lá. E até o pormenor da saia ou do vestido a ser invadido e o nariz dela, que quase rivaliza com a penca polichinela.
Beijos, de maiólica bem colorida!

Jardineira aprendiz disse...

Também gostava de saber a resposta do post ali de cima ;)

E aqui gostei de ler a resposta da nnannarella!

(Descuidei-me um pouquito e tenho, segundo o google reader, 9 posts por ler!)

Beijos

Betty Branco Martins disse...

Querida Bettips





____________dizer que as fotos são belas_________meu Deus que "pobreza" da minha parte


__________que são verdadeiras obras de Arte_________porque transmitem sentires e história__________ainda acho pouco





__________porque é GENIAL o teu________sentir




beijO c/ carinhO

jlf disse...

Também sou dos que se perdem por tais recônditos lugares.
Como também fui dos que ficaram suspensos com o que resultaria do leilão do Tiepolo... (Confesso que não acreditava muito em tão bom fim).

un dress disse...

belos pedaços de encanto.

adorei a delicadeza do batente!

jlf disse...

Como o post seguinte (acima), "Um discreto distanciamento", não tem espaço para comentários, deixo-o aqui:
Uma vez mais um feliz casamento de estupendas imagens com um belo texto... Poemado, como tantos teus.

Fuser disse...

Bettips

um dia desses ainda roubo uma dessas imagens linda que fazes e a levo ao Novembro.

beijos

Fuser

isabel mendes ferreira disse...

até breve.









abraço.


ao canto. onde houver ervas...e espaço.


obrigada.

rui disse...

Olá Bettips

Existe encanto nesta série de "clicares" teus.
E nas palavras, encontramos o que a imagem oculta.

Beijinho

herético disse...

preplexo. me confesso...

antes o lumiar... que portas franqeadas.

Madame Maigret disse...

Madame Bettipe, je m'excuse, tenho mon appartement fechado, não é de modo algum caso de nao querer convidá-la.Digamos que estou a fazer limpezas de outono e fechei provisoriamente os portões...:-)_______ je vous remercie les eloges de mon mari et junto-me gaiement ao vosso prazer no que concerne aos olhares e aos lugares de que fala. Mas permita que diga que embora haja semelhanças a sua faiança é bem mais bonita do que aqueles horrendos polichenelles...Abraço amigo!

Teresa Durães disse...

adorei estes dois post (o de cima e debaixo)

hoje quero deixar um beijo grande a todos que vou conhecendo. Por vezes a vida prega-nos surpresas e não gosto de algumas.


Beijo

TINTA PERMANENTE disse...

Passei os portões, deleito-me (como sempre...) com as fotografias, sorri ao batente (um dia comprei um numa esconsa lojeca da rua do Almada; a pegar nela, o senhor disse-me 'desculpe, essa não serve'. Foi a outra caixa, pegou outra, pousou-a no balcão e disse 'é esta'. Olheia-a, remirei-a: é igual, pensei. O homem percebeu isso no meu olhar, sorriu e disse 'parecem iguais, não é?, mas não são! Com que mão pegou na primeira? Com a esquerda não foi? Pois: é como essa!'. E aí percebi que as mãozinhas dos batentes, que sempre cuidei todas iguais, não são: há umas da mão esquerda e outras da direita!...)e fiquei-me a olhar as camélias à espera, também, que a minha pequena japoneira (cameleira) me atire uns vinte ou trinta sorrisos vermelhos...

abraço

Cochofel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cochofel disse...

A Maluda dedicou-se a retratar janelas. As portas e portões merecem-nos, sem dúvida, a mesma atenção. Mais uma vez nos presenteia com belas imagens. Parabéns

Mr. Lynch disse...

Bettips;
Olá amiga!
O teu blog continua com imagens extraordinárias. Deves possuir uma colecção incrível de fotos de alta qualidade!
*

velha gaiteira disse...

Portões, portas e ferrolhos !

Numa conversa entre amigos chegámos à conclusão que são as mulheres quem mais as fotografa.

Houve quem sugerisse que seria pelo facto de estar nelas inerente o "cinto" da castidade, dos medievalismos do passado e que perduram ainda mesmo que seja só no subconsciente.

Para mim, talvez quem o disse tenha uma certa razão.

despertando disse...

Portas, janelas.... como compreendo o teu gostar....
As fotos são uma verdadeira maravilha, são as tuas fotos
Um beijo com muito carinho

clotilde disse...

Ai, eu queria comentar o post de cima e não dá!

Beijinhos

Entre linhas... disse...

As tuas fotografias revelam a tua alma,a tua transparência e beleza...obg amiga.
Bjs Zita

butterfly disse...

E por de trás de cada porta e dentro de cada caixinha, de novo as emoções de reviver cada lembrança.

adorei as tuas portas, uma emoção diferente para cada uma. Atrevo-me a dizer que a minha alma tem, por vezes, portas como as tuas.

PostScriptum disse...

A imaginação alimenta-nos. Sem ela a vida e os avanços não seriam possiveis. parece linear. E é.
Um abraço

Fuser disse...

Bettips

Seu DESENREDO já está no Novembro.
Aproveita para ouvir Amália cantando Gershwin.
É imperdível.

Beijos

Fuser

Mr. Lynch disse...

Bettips;
Não interessa a qualidade da tua máquina fotográfica. As tuas fotos são excelentes e fazem os visitantes do teu blog viajar por os mais diversos locais e ver coisas que nunca viram.
Um dia Coppola disse: "Um dia uma menina irá pegar na máquina (de filmar) do seu pai e realizar uma obra-prima". Concordo inteiramente com ele
*

legivel disse...

... pessoalmente, bem gostaria de viver sempre com ela e... dela. É assim como uma história de paixão de contornos extremados que me excita e alimenta a mente e, a mente grata, a alimenta a ela. Mas sei que não durará sempre e que um dia me há-de fechar a porta na cara. Que esse dia venha longe porque a amo perdidamente. A ela. À imaginação. Que também dá pelo nome de criatividade.

abraço.

Era uma vez um Girassol disse...

As fotos são poesia ilustrada...
Lindo, Bettips!!!
Como sempre o teu olhar pousa nos lugares e mostra a sua alma, a sua história.
Beijinhos

Teresa David disse...

Comento este e o último post em simultaneo pois não vi acesso a escrever nada no mais recente. E bastar-me-á dizer que as portas se escancararam em beleza donde sairam as palavras sempre tão sentidas e belas que de ti brotam.
Bjs e bom Domingo
TD

rui disse...

Olá Bettips

Gostaria que fosses tu a aceitar o desafio da Manuela.
Penso que és a pessoa mais indicada para congregar todos nós e, dar continuidade ao convívio das 5ª feiras.
Isto claro..., se estiveres disponível.

Bom domingo
beijinhos

Kalinka disse...

Achei as fotos de cima fantásticas, mas lá não se podia deixar comentário.

Deixo um abraço iluminado de estrelas de Natal.

Rui Caetano disse...

Não só as imagens são muito bonitas, cheias de cor e cultura, como os textos surgem com um requinte que não deixa ninguém indiferente.

Ruela disse...

belas belas muito belas.

rui disse...

Olá Bettips

Vim passear no teu cantinho e respirar os teus sentires.
Adoro fotografia.

Deixo-te um abraço