terça-feira, novembro 27, 2007

"Sombra" colorida II















O infindável fascínio por Gaudi e as suas sombras retorcidas.
Com os todos tons da luz colorida, os bichos que falam voz ou sussuram água, as cerâmicas que parecem acasos de puzzle, as curvas e vértices de pensamentos vegetais.

Vício antigo, exuberantemente satisfeito no Parque Güell, onde passear nos caminhos é descobrir mais e mais, às voltas sobre o si mesmo do encanto.
Como durante 40 anos, o pensamento duma pessoa transformou tantos lugares da cidade, um monte agreste em sítio mágico e o povoou de sonhos quase infantis.
Pedras e árvores com quem simpatizamos e a quem sorrimos.
As fadas e os duendes soltos na floresta.

19 comentários:

Maria disse...

O fascínio das fotografias que nos mostras.....
Excelentes posts.

Beijos

justine disse...

Que inveja, há tanto tempo que não vou visitar Barcelona e os lugares mágicos que Gaudi aí criou. As tuas fotos fizeram-me recordar bons momentos de descoberta e magia. Obrigada

herético disse...

guiado(s) por ti tem recantoa ainda mais belos...

nana disse...

...
a rirem
encantados
também
de côr
retorcida
....

Ruela disse...

belas...Gaudi-génio.

butterfly disse...

Bela reportagem do parque.
Que fascinante é Barcelona, quando achamos que a conhecemos, descobrimos novas maravilhas.
beijo

greentea disse...

os duendes andam por aí e os anjos verdes , que bem os sinto ....


um beijo

Fuser disse...

Bettips

belas imagens.

um beijo


Fuser

ângela marques disse...

Gaudí e a exuberância da Natureza!

hfm disse...

E eu ainda com tudo isso no olhar! obrigada.

Metamorfose disse...

Excelentes imagens que nos levam a uma viagem guiada a toda uma obra de um génio, fascinantes. Sempre quis conhecer Barcelona, cada vez tenho mais vontade. Beijos

PostScriptum disse...

As imagens sempre fantásticas sublinhadas nas palavras sempre a propósito.
Um abraço

jlf disse...

Antes de chegar às letras, e desde logo das primeiras imagens, é inevitável a sintonia: Barcelona. Gaudi.

Para tão belas imagens que melhor moldura que, para além das outras, esta tua frase: "O infindável fascínio por Gaudi e as suas sombras retorcidas. Com os todos tons da luz colorida, os bichos que falam voz ou sussuram água, as cerâmicas que parecem acasos de puzzle, as curvas e vértices de pensamentos vegetais". Belo poema.

isabel mendes ferreira disse...

g
a
u
d
i
________________




o poeta da pedra e do azulejo "retalhado".


um parque que abraça uma cidade mt especial.








obrigada pelo regresso.



bjj.

legivel disse...

... a perseverança na arte, move montanhas. No caso de Gaudi, uma cidade, os seus residentes e visitantes. Também por ele e por isso, Barcelona é uma cidade-quase-modelo no que se refere à oferta cultural. Sempre.

abraço.

mena m. disse...

Gaudi, TÃO GRANDE, que lhe cabia um Universo na alma!
Uma reportagem fantástica, parabéns!
A árvore que publicaste no PPP continua a ser a minha preferida...
beijinho

Teresa Durães disse...

pois pois... para morrer de inveja...

beijos!!

herético disse...

... "e pimba. e tal"! gostei dessa! rsss

beijo

Sophiamar disse...

Vim ver as cores do teu blogue e o teu fascínio pelo belo. beijinhosssss