domingo, abril 20, 2008

Ilha - Jardim Botânico V











Árvores e palmeiras dóceis ao vento.

Apoiadas as mãos nas suas formas de enleio e a surpresa de um pássaro, cantando um desafio enamorado.
Poderoso o aceno que vem do interior da terra.

7 comentários:

Maria disse...

O que a terra nos dá, e nós às vezes nem olhamos.....
As fotos dos cactos do post anterior também estão excelentes.......
Obrigada.

Bom domingo, Bettips
Beijo

M. disse...

Que bonito tudo isto! E andamos nós a pensar na eternidade... :-)

viajante disse...

Porque será que um nome tão bonito (JARDIM) está associado a Alberto João?
Talvez haja uma mãozinha dele no Jardim Botânico, mas as Maravilhas que lá se encontram são obra do Criador. Que não foi Alberto.
Abraços.

Justine disse...

O teu olhar transmite-nos o que o mundo tem de melhor: a beleza, a força, o equilíbrio.
Obrigada pela reportagem
Beijo

Bichodeconta disse...

Lindas as fotos, aposto que o passeio foi bem agradável..boa semana, um abraço, ell

mena m. disse...

Bettips,

depois de tantas esquinas, praças, estátuas, pormenores e janelas, foi um bálsamo vir aqui mergulhar os olhos no verde da natureza, sentir o coração dos cactos, embriagar-me com o perfume das flores e ouvir de novo o canto de um pássaro...

Pelo que vejo a Madeira tem sempre maneira de encantar quem a visita, independentemente do tempo que possa fazer.

Belíssimas as imagens que aqui nos ofereces!

Beijinho

jlf disse...

Se são belas as imagens, não o são menos as legendas...
Cada uma (foto e legenda)!!!!