quinta-feira, abril 03, 2008

"Refúgio" de seres invisíveis









Estou em crer que o outro lado do arco íris traria o reflexo das neves na serra.
Porque me pareceu estar ali, entre o mar e as terras altas, no centro dos ventos e tempos.
Aquieta-se o pensamento na companhia do passado a que, de algum modo, pertencemos.
Falando dele.
****

Estarei uns tempos em horizontes de mar à vista. Fora do dia comum.

Só não quis deixar as fadas e todos os seres amigos invisíveis, sem um lugar de abrigo mítico.
Onde poderão dançar de pés e ideias soltas, a magia da espera.
Enquanto acontece o resto do mundo e se realiza um outro jogo de interesses: a que não pertenço.

30 comentários:

Maria Laura disse...

Imagino-te no reino das fadas e dos duendes, espreitando-os entre as árvores e as pedras. Porque talvez esse seja o teu mundo.

Enfim... disse...

lindo espectacular mesmo :)

Beijinhos

Spectrum disse...

E eu desejo que regresses brevemente e bem, para poder usufruir da beleza deste espaço.
Abraços

mena m. disse...

Deixas-nos um castelo de um reino encantado, enquanto vais ao paraíso...

Boa viagem!

herético disse...

"fora do dia comum"...

que bom!...

beijo

Justine disse...

E que bem acompanhada eu fico, com bondosos seres invisíveis e as cores todas do arco-íris, aqui pelas vizinhanças.
Praticarão a magia da espera por aqui,enquanto tu não regressas.
Que o mar te alegre.

Simone Oliveira disse...

Tantos lugares, memórias, fragmentos. Cabem universos nessas imagens e só de pensar, já dá vontade de escrever, escrever, escrever.
(...)
Do lado de cá, tb não pertenço.
Bjs,
Simone

despertando disse...

Fosse eu invisivel também, com poderes que me transportassem para esses sitios tão maravilhosos....
Beijo meu.

hfm disse...

Que beleza!

Marta Ribeiro disse...

Sai de dentro do meu mundo
E me pus a recordar.
Na verdade eu...
Eu não gostaria nada,
Eu não diria nada,
que não pudesse mostrar
os olhos que você não viu,
o amor que você não sentiu,
o pranto que você ouviu e
Fingiu não ouvir...

ângela marques disse...

Obrigada por este espaço que deixaste, pela parte que me toca, se é q toca:)
Gosto deste refúgio.
Beijo

Teresa Durães disse...

lindas as tuas imagens e palavras. que os genii te acompanhem

legivel disse...

... já montei a tenda, arrumei as latas de conserva, algumas latas de cereveja na geleira e algumas ideias para textos... enquanto espero. Da dança de pés é que não me arrumo (ou arrimo?). Nunca foi a minha vocação para grande desgosto da minha mais que tudo. Mas não se pode ser perfeito, não é?

abraço.

legivel disse...

... cereveja não era o que eu queria que se visse (lesse). É cerveja, naturalmente.

jlf disse...

Belas imagens uma vez mais emolduradas por um texto que eu gostaria de ter escrito...

Que bom poder estar “fora do dia comum”, dando espaço aos “seres amigos invisíveis, sem um lugar de abrigo mítico”, “onde poderão dançar de pés e ideias soltas, a magia da espera”, “enquanto acontece o resto do mundo”...

Quem me dera escrever de tal jeito... Com tamanha placidez, sensibilidade e encanto!

Chat Gris disse...

:)

Sophiamar disse...

Que fotografias de sonho!Páro e observo.Fascinantes. Só podes estar no reino das fadas.

Beijinhossss

velha gaiteira disse...

Como sempre, encantas-me!

Abração

Teresa Durães disse...

continuo a deixar-te um beijo

Isabel José António disse...

Cara Amiga Bettips,

Os lugares mágicos estão por todo o lado. Na maioria dos casos nós é que não lhes prestamos atenção.

É bem certo que há uns com melhores vibrações que outros, mas é só limparmos o nevoeiro que não nos deixa vê-los e... ei-los.

Parabéns pelo texto e pelas magníficas fotos.

Também queria informar que, depois de muitas complicações, conseguimos regressar ao vosso convívio e todos os nossos blogues têm posts novos. Esperamos poder continuar a partilhar connvosco este espaço.

Um abraço

José António

Isabel José António disse...

Queridos Amigos,

Após uma longa pausa estamos de regresso!

Visitem-nos nos seguintes blogues:

http://flordojacaranda.blogspot.com/


http://reflexoessentidas.blogspot.com/


http://diarioestetico.blogspot.com/


Isabel e José António

Baudolino disse...

Estas imagens dos posts mais recentes estão fantásticas!
abraço
P.

jawaa disse...

Tu vives no refúgio desses lugares que nos trazes, cheios de beleza, como sempre.

~pi disse...

viver

por

dentrO

hora tardia disse...

...
mas tão visível.

o ser.


teu.



...







abraço.

butterfly disse...

Espero que regresses em breve.
Não creio que não tenhas levado contigo as fadas, duendes e amigos invisíveis.
Boa estadia.

Jardineira aprendiz disse...

Boas férias!

Barqueira disse...

Que sorte tens em pensar em fadas e ver arco-íris com este vendaval.

:)

Vim só deixar um beijo carinhoso e saudoso.

PS belas fotos. :)

Ruela disse...

Bela série de fotos.
Parabéns.



abraço.

Perdido disse...

Ganda passeata, ein?

....
....
....

O resto do mundo é que é, às vezes, uma ganda chatice!

Mas é um lugar demasiado grande e frequentado para desprezar.

Beijos